Header Ads

10 Grandes livros sobre o sertão

Talvez o sertão seja o espaço de maior ancestralidade nas terras que compõe esta nação chamada Brasil. Na literatura temos muitas obras trazendo o sertão, seus mitos e misticismos de modo que se talvez tivéssemos de registrar algo que nos faz brasileiros, provavelmente o sertão seria um bom começo. Por isso hoje selecionamos 10 grandes livros sobre o sertão, confira:

1 - Grande Sertão Veredas, de Guimarães Rosa: Não seria dizermos que se trata do maior romance da literatura brasileira. Uma obra-prima de linguagem e estética literária, erudito mas também popular, muito popular. Na estória de Riobaldo e Diadorim Rosa mostra-nos quão amplo é o sertão, para o autor menos uma palavra ou território geográfico, mas sim um conceito;

2 - Os Sertões, de Euclides da Cunha: Obra para que muitos pensadores entre os literatos, os historiadores, os sociólogos, é indispensável leitura para tentar-se compreender o Brasil em todas as suas mazelas e contradições;

3 - Terras do Sem Fim, de Jorge Amado: Talvez uma das narrativas mais importantes e relevantes do autor baiano para além de obras mais famosas de sua biografia. Uma narrativa de sangue e cacau em que reconstrói o ciclo econômico da cultura e das tocaias pelas estradas sertanejas;

4 - Primeiras Estórias, de Guimarães Rosa: Obvio que nesta lista não seria exagero colocarmos todas as obras de Guimarães Rosa, mas deixemos porquanto mais este acréscimo que está entre os mais importantes livros de contos do autor;

5 - Vila dos Confins, de Mário Palmério: Uma pintura em texto bastante impressionista não apenas das paisagens do sertão, mas também das almas que nele habitam, numa narrativa sobre a política e os costumes eleitorais de uma nação que teima em manter os mesmos vícios;

6 - A Bagaceira, de José Américo de Almeida: Considerado o primeiro romance de um ciclo que muitos teóricos dos estudos literários chamam de "Romance de 30" e que não raro é descrito como "neorealismo" ou "segunda fase do modernismo". O fato é que a narrativa pertence a um conjunto dos mais expressivos da literatura brasileira e para Guimarães Rosa foi essencial para o moderno romance brasileiro;

7 - Vidas Secas, de Graciliano Ramos: Outra narrativa basilar do sertanejo em nossa literatura traz a luta do sertanejo contra todas as opressões a que ele é submetido sendo que tanto seus personagens Fabiano e a cadelinha Baleia são presenças permanentes no imaginário popular;

8 - O Quinze, de Rachel de Queiroz: Uma obra magistral e ainda com muitos ecos e heranças do naturalismo, embora já no ciclo de 30. Ao contar as agruras da seca de 1915 a narrativa denuncia algo para além das misérias do sertão, como os campos de concentração de retirantes, não raro um dos esquecimentos patrocinados da nação;





9 - O Auto da compadecida, de Ariano Suassuna: Não poderíamos falar de sertão sem essa peça teatral editada em livro e cuja adaptação para a televisão teve grande repercussão;

10 - Dona Josefa, de Ana Luisa Escorel: Para trazermos uma vista mais jovem ao sertão, esse lançamento recente tem suas andanças pelo sertão mineiro em tempos de impérios e revoltas e embora centrado na figura de Josefa, tem muito de sertão nele também;
  

Nenhum comentário