Header Ads

10 Piores livros de 2016

Depois de muito tempo sendo aguardada esta lista no blog, creio que já somos grandinhos o suficiente para lidar com as críticas nem tão favoráveis. Por isso, hoje estreamos também a lista com as piores leituras do ano. Mas não desanimem, a inclusão de uma oura obra aqui não significa nada, apenas que nas minha lista de preferências chegaram nas últimas posições das minhas leituras. Confira então os 10 piores livros de 2016 (fora os que não cheguei a ler):

1 - Um Novo Mundo, de Bibi Tatto: Talvez houvessem mais youtubers na lista se eu os tivesse lido mais. Acontece que a obra soa como oportunidade de faturar grana e nada mais, com uma história sem muito pé nem cabeça... Veja +

2 - Meu Amiguinho do Espaço, de Alan Borges: O autor inclusive não ficou muito feliz com nossa avaliação, contudo eis uma história que você lê, mas cara, é complicado, pois percebemos que ainda há muito a se evoluir aqui;

3 - Doadores de Sono, de Karen Russel: Sabe quando a ficção científica não dá certo? É  mais ou menos isso, sem falar que falta um pouco de objetividade e entrelaçamento na trama... Veja +

4 - Vida, Caminho e Destino, de Edson Luiz Pocahi: Se você até é ligado nos paranauê do esperitismo talvez curta, entretanto, embora bem escrito, é uma obra cujo conceito não é muito minha praia... Veja +

5 - A Última Carta do Tenente, de William Douglas: Um livro para reforçar que auto-ajuda e ficção não é uma boa ideia, e se tentar utilizar elementos históricos, então ferrou porque adeus verossimilhança... Veja +

6 - A Morte e Os Seis Mosqueteiros, de Anatole Jelihovschi: A obra tem seus altos, contudo alguns pecados além do fato de estar num campo saturado no bom sentido da cultura brasileira, fez com que ela ficasse nessa lista... Veja +

7 - A Espiã, de Paulo Coelho: O livro é Paulo Coelho sendo Paulo Coelho, só que aqui ele coloca sua voz nas palavras de Mata Hari e outros personagens históricos que curiosamente falam frase que Paulo Coelho, O Mago, diria. Enfim... Veja +

 8 - O Médico da Humanidade e A Cura da Corrupção, de Augusto Cury: No livro, por meio de uma ficção bastante inverossímil o autor se propõe a discutir uma das grandes mazelas da sociedade brasileira, só que com pobreza de argumentos e estrutura... Veja +

9 - A Colônia, de Ezekiel Boone: Pense num filme tipo Sharknado. É mais ou menos isso que ocorre por aqui numa rama com muitas pontas soltas e um cenário muito semelhante aos filmes de horror Aracnofobia ou A Maldição das Aranhas... Veja +

10 - O Grande Assaltante, de Alice Dias: Foi por pouco que o livro entrou na lista porque ele possui virtudes interessantes, contudo não foram o suficiente para encobrir alguns probleminhas como o da amarração da trama narrativa... Veja +

Nenhum comentário