Header Ads

10 Nomes da nova geração de escritores da literatura infantojuvenil brasileira

18 de Abril é marcado como Dia Nacional do Livro Infantil em homenagem a Monteiro Lobato, dos principais nomes da fantasia e da literatura para jovens no Brasil. Tão importante quanto suas obras é o legado do autor que muitas vezes diretamente ou não repercute nas novas gerações de autores do gênero. Hoje selecionamos 10 escritores da nova geração da nossa literatura infantojuvenil, confira:

1 - Jim Anotsu: Autor de A Batalha do acampamonstro e outras aventuras bem legais, o escritor mineiro é um dos principais nomes no gênero, tendo seus livros levados também para outras línguas. Suas tramas são marcadas por personagens divertidos e prontos para a aventura;

2 - Gustavo Rosseb: Criador da série Tibor Lobato que acaba meio que unindo Harry Potter e Monteiro Lobato, as obras que se iniciam com O Oitavo Vilarejo procuram justamente retomar criaturas e lendas de, digamos, cores nacionais, voltando de certo modo à obra de Lobato;

3 - Nanuka Andrade: O Nanuka quando chegou a uma grande editora, acabou inda para Novo Conceito em um momento complicado. Sua obra é muito, mas muito boa, especialmente porque não é comum o pessoal acertar a mão em fantasias urbanas. O romance O ladrão do destino é dos melhores no gênero;

4 - Ana Lúcia Merege: A Ana é uma uma autora prolífica e se movimenta por diferentes gêneros, mas predomina a fantasia e mesmo os contos de fada e com obras que atendem a diferentes públicos da juventude. Entre suas obras mais conhecidas estão O castelo das Águias e Orlando e o Escudo da Coragem além das inúmeras antologias que participa;

5 - Melissa de Sá: Em seu site a escritora e professora mostra a bela frase "livros são portais para sonhos possíveis" e da a tona de seu trabalho com alcance a diferentes públicos jovens, de crianças a adolescentes, também com prolífica produção, e diversas participações em antologias;

6 - Sinara Foss: Também professora e escritora, a autora estreou na literatura infantil com um livro bastante curioso e bilíngue, Sherlock Cat, com o intuito de instigar a imaginação das crianças por meio de um gênero propício à curiosidade;

7 - Felipe Castilho: O nome bestseller desta lista, certamente. Suas narrativas bebem um bocado em Lobato e também nas nossas lendas e estórias muito próprias, aliado a isso, um pouco de Rick Riordan e J. K Rowling, para demonstrar a popularidade do autor percorre tanto a literatura jovem como a ficção científica. Seu primeiro grande sucesso foi Ouro, Fogo e Megabytes;

8 - Socorro Acioli: É hoje talvez das mais relevantes autoras da literatura infantil nacional, e um dos nomes mais importantes na Companhia das Letras. Entre literatura juvenil e infantil, já são duas dezenas de livros da autora cearense que é também doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense;

9 - Daniel Munduruku: Se alguém produz literatura genuinamente brasileira é o Daniel. Seus diversos livros dão voz aos povos indígenas e aos brasileiros. Com pós-doutorado em literatura, o autor é dos nomes mais relevantes no debate sobre identidade, diversidade e ancestralidade. O autor já ganhou um jabuti de literatura infantojuvenil;

10 - Helena Gomes: Talvez dos nomes da lista a Helena seja a que já está produzindo há algum tempo, mas é dessa nova geração. A autora possuiu também uma prolífica carreira e vasta bibliografia de obras a jovens leitores.


Nenhum comentário