Header Ads

10 Melhores livros com colonização humana interplanetária

Os homens construíram suas naus e galeras e descobriram o mar e o globo num mundo que não tinha fim, como imaginavam. Depois construíram naves e romperam a atmosfera fazendo com que a literatura especule a colonização humana doutros mundos; neste post selecionamos 10 livros abordando a colonização humana interplanetária, confira:

1 - As Crônicas Marcianas, de Ray Bradbury: Neste clássico da ficção científica todos os contos que o compõe falam da colonização humana em Marte, solução de fuga de um planeta devastado pelas guerras nucleares, de modo que embora ambientado no Planeta Vermelho os contos focam muito no terreno e apontam para a repetição de velhos erros;

2 - Tropas Estelares, Robert A. Heilen: Outro clássico da ficção científica e dotado de diversas polêmicas e críticas, embora a colonização não seja o foco central da narrativa, os ideais colonizadores, contudo, não deixam de estar presentes através de seu militarismo extrativista;

3 - Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas, de Philip K. Dick?: Sim, o clássico que deu origem ao outro clássico, Blade Runner, ainda que não seja ambientado um único momento no espaço, é uma obra sobre colonização interplanetária. Nele, a nata-elite social do mundo agora habita Marte (Aliás, o preferidão da galera) e a Terra é apenas o lugar decadente do qual quem não tem grana não consegue emigrar;

4 - Fúria Vermelha, de Pierce Brown: Mescla de fantasia e ficção científica temos um Marte colonizados há anos pelos humanos que agora reproduzem uma sociedade política medieval, mas com alguns avanços tecnológicos a la cyberpunk;

5 - Guerra do Velho, de John Scalzi: No ritmo e influência de Tropas Estelares, neste romance as viagens interestelares são possibilidades, ainda que não seja muitos os lugares para os humanos colonizarem, mas o suficiente para justificar um exército de coroas pelo espaço;

6 - The 100, de Kass Morgan: Aventura juvenil que num primeiro momento lembra Wall-e com seres humanos colonizando suas próprias naves e sem um lugar no espaço enquanto aguardam o planeta regenerar-se das ações da própria humanidade;

7 - O Projeto Oort, de Frederic Pohl: O inóspito Marte já está colonizado, contudo, parte de seus habitante não param de desejar nunca, e agora passam a olhar para os minérios de Oort, uma nuvem de cometas na órbita de Plutão;

8 - O Planeta dos Macacos, de Pierre Boulle: Outra obra da lista a ser sucesso nas livrarias e nas telonas, cuja colonização não é propriamente a questão, mas não deixa de ser uma busca, ainda que a descoberta final seja um tanto surpreendente;

9 - No Man Friday & Perdido em Marte: Vamos abrir espaço aqui para dois astronautas colonizadores únicos de um Planeta Vermelho ainda desconhecido. Se no primeiro o terráqueo único a colonizar Marte encontra humanoides marcianos, no segundo, uma recente publicação dotada de realismos aborda o trabalho inicial nas estações marcianas da Nasa cujo intuito é receber os primeiros seres humanos;

10 - Fugindo do Caos, de Poul Anderson: Parte da obra deste autor teria inspirado o sucesso Avatar, de James Cameron; neste livro a tradução do título é bastante didática, pois numa Terra caótica por causa das guerras nucleares e as mutações provocadas por ela, é preciso desbravar outras fronteiras, e sobrou só o espaço para essa fuga.

Nenhum comentário