10 Melhores contos de Machado de Assis

Para nós nunca foi preciso que norte-americano algum nos diga que Machado de Assis é um dos maiores escritores de literatura mundial (que dirá alguém que mal fala, leiam, eu gostei, sem realmente captar com profundidade pelo autor) reconhecido especialmente pelos seus romances. Mas Machado escreveu de tudo, de tudo mesmo, nos mais distintos gêneros e com as mais diferentes experimentações na forma. No post de hoje selecionamos nossos 10 melhores contos de Machado de Assis, confira:



1 -  A causa secreta: Como pode um pequeno conto escrutinar as camadas profundas dos seres humanos, em ir onde todos querem esconder. É o caso desse conto capaz de desnudar o olhar do sádico. Um conto em tons realista, bem verdade, mas tamanho seu suspense e o modo como Machado nos conduz no conto que não raro ele adentra coletâneas de horror e suspense;

2 - Contos Alexandrinos: Um conto de camadas complexas e leitura bastante filosófica onde talvez Machado de Assis mais se aproxime do Naturalismo, principalmente na zoomorfização dos comportamentos e condutas humanas. Note-se no conto ainda pequenas nuances de ficção científica;

3 - O caso da vara: Um dos célebres contos de Machado, um conto das contradições humanas, mais do que isso, o desvelar do comportamento contraditório, entre o desejo de justiça e o cuidado com os seus próprios interesses. Nesse conto, a despeito do humor tradicional do autor, é narrativa que "celebra" nossos pecados de modo que o olhar que se mostra é o que nos atira ao desalento: me importo com o outro desde que não precise agir ou que ponha em risco meus interesses pessoais, dane-se o que é justo ou não. É sobre isso que nos fala esse grande conto;

4 - A igreja do Diabo: Pra mostrar que tipo de vespeiro, temos esse conto em que o Cujo, o Dianho resolve montar sua própria Igreja, mas como nem tudo são flores em terras de gentes, pobre do Diabo, acaba se desiludindo com seus fiéis e impactado pela eterna contradição humana. Será?

5 - Suje-se gordo!: O título no imperativo não deixa de ser uma provocação e uma crítica ao funcionamento dessa josca chamada Brasil. E olha que estamos falando de século XIX e parece que nada mudou de lá pra cá. Conto que trata da corrupção que parece-nos introjetada nas veias dos brasileiros;

6 - Pai contra mãe: Dentre os textos de Machado, este talvez seja um dos mais impactantes ao tratar das questões étnicas em especial da escravidão e das estruturas escravagistas desse pais, de forma que também é um de seus contos mais impactantes;

7 -  Conto de escola: O termo epifania quando associado aos contos é associado a James Joyce, mas não seria exagero que neste conto temos muito presente tal conceito, de modo que é um típico conto de formação, conto que apresenta a seus jovens personagens uma aprendizado severo acerca das nuanças da vida como a corrupção e a delação;

8 -  O sermão do Diabo: Quem parar para observar os contos de Machado perceberá uma enorme recursividade de formas, de obras construídas apenas pelo diálogos a textos como esse, com a presença de um narrador com pouca participação que traz uma espécie de constituição do capeta;

9 - Confissões de uma viúva moça: Machado como poucos conseguia tratar e retratar os enlaces e desenlaces humanos, os desencontros, os elos e os amores, vividos ou não, como nesse conto com seus desencontros e mal-entendidos capazes de conduzir a vida - as vidas;

10 - A carteira: Falando em desencontros e sacanagem mesmo, no caso, pura talaricagem. Pois é, Machado sempre tornou literária as mundanices da vida, caso desse conto, talvez um dos melhores contos sobre talaricagem já vistos; 

Um autor como Machado de Assis vale a pena ter sua obra completa. Diz aí nos comentários que conto ficou fora?

1 Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem