Header Ads

10 Melhores livros para estimular a paranoia e a conspiração

Os anos recentes provaram que acreditemos ou não nas tramas do imaginário humano, este salta, muitas vezes para nos atacar visceralmente. Em época de pós-verdade e notícias falsas as narrativas estranhas e mirabolantes chegaram ao poder de modo que quase todo governante está mais para um personagem de Dan Brown que um político. Isso significa dizer que vivemos a era e o retorno/contra-ataque das teorias da conspiração. Por isso, nesse post selecionamos os 10 melhores livros sobre paranoia e conspirações, confira:

1 - O pêndulo de Foucault, de Umberto Eco: O romance é literalmente a Bíblia das narrativas conspiratórias. Eco não só deixa expostos os raciocínios das mentes conspiracionistas como percorre a longa jornada das narrativas humanas sobre sociedades secretas, grupos poderosos e artefatos que podem mudar a jornada humana. Perto desse livro, Dan Brown é amador da pior espécie [aliás, nunca custa lembrar que o romance é bem anterior ao Código]. Quem curte uma viagem viajante, é leitura indispensável;

2 - Eram os deuses astronautas, de Erich Von Daniken: Ainda que fuja um pouco das outras narrativas aqui apresentadas, não tem como deixar de fora a obra que influência praticamente tudo que ouvimos quando se traz para junto dos deuses, eles, sim, eles, essas criaturas do espaço, os alienígenas tão presentes no imaginário humano;

3 - O filho mais velho de Deus e/ou Livro IV, de Lourenço Mutarelli: Satírico e lisérgico a obra não apenas estará mergulhada nas organizações secretas e conspiratórias como também abordará essa necessidade humana de guiar-se por narrativas, por mais absurdas e ébrias que sejam. Como lembra seu narrador, "porque a vaca muge, o cão ladra, o gato mia, o grilo trissa e o homem prega..."

4 - O código da Vinci, de Dan Brown: O autor fez da conspiração um mercado bastante lucrativo. Com narrativas lançando "luzes" sobre diferentes possíveis conspirações e sociedades há muito secretas, se tornou bestseller e fenômeno global. Mas vale dizer que se comparado a Eco, nada na superfície desse universo carregado de segredos e pistas espalhadas por artefatos históricos;

5 - A conspiração, de Clive Cussler: Entre a narrativa histórica e o conspiratório os romances de Cussler são bem atraentes e reúnem personagens que valem a leitura, além, é claro, de colocar aquele tijolinho a mais nas paranoias e conspirações;

6 - A incendiária, de Stephen King: Steve é um autor cujo combustível está muitas vezes na conspiração e paranoia. Muitas de suas obras adentrarão esses meandros, caso, por exemplo, de Novembro de 63. Aliás, o próprio King é uma teoria conspiratória. Nessa lista incluo esse livro porque é pioneiro nessa onda de homens de preto e tramas tipo Arquivo X que vieram depois;

7 - Manuscritos do Mar Morto, de Adam Blake: Ainda que venha na esteira de um Código da Vinci, a trama e o enredo a partir de uma nação secreta - e terrorista - é bastante eficiente enquanto aventura e pulgas a se plantar atrás de orelhas sintonizantes;

8 - O livro das conspirações, de Edson Aran: Fugindo da lógica de romances nesta lista, uma contribuição nacional que além de tratar, claro das conspirações existentes por aí, atualiza como a internet é palco perfeito para este tipo de narrativa;

9 - A síndrome [E], de Franck Thilliez: Não se pode dizer que seja um livro de teoria da conspiração, mas sem dúvida algum uma narrativa que te estimula ao máximo a paranoia. Coloca em xeque sua condição de evitar a manipulação e nos diz para tomar cuidado com imagens e seus frames de milésimos de segundos;

10 - Numero Zero, de Umberto Eco: Assim como iniciamos, fechamos a lista, com Umberto Eco. Neste livro um manual de como a media e poder manipulam sua opinião de forma que você não perceba.   

2 comentários:

  1. parar de beber foi a melhor coisa que eu fiz na vida

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Adoro esses livros meio loucos, e acho que preciso ler esses da lista. Acredita que ainda não li nenhum, apesar de conhecer alguns e já ter eles na minha lista de leitura há um tempo.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir