Header Ads

10 Fatos curiosos sobre Cinquenta Tons de Cinza

Há quem torça o nariz e há também muita gente que já o leu. Não importa muito a opinião sobre Cinquenta Tons de Cinzas, o fato é que não dá para deixar de observar a publicação como fenômeno do mercado editorial. Neste post selecionamos 10 curiosidades sobre a obra de E. L. James que talvez apenas quem for realmente fã vá conhecer:

1 - Tradução com trocadilho infame: Não lembro de ter visto tal discussão por aqui, mas no Brasil o a tradução do título original "Fifty Shades of Grey" para de um trocadilho bem infame com a sonoridade das palavras, ficando o meio sem sentido Cinquenta Tons de Cinza. Para o espanhol manteve-se a fidelidade com Cinquenta Nuances de Grey;

2 - Dá-lhe Corda: Um dos efeitos da publicação no mercado americano, foi, acreditem, uma explosão do comércio e venda de cordas. De acordo com a Businnes Insider teve loja lotada de mulheres procurando por cordas de algodão macio;

3 - Impacto positivo: Um estudo feito por uma Universidade de Indiana teria apontado que a leitura do livro além de auxiliar as leitoras a falar sobre sexualidade, as incentivaria ainda a experimentar novidades no sexo, digamos, dando uma esquentada no clima;

4 - Por outro lado: Já um outro estudo, da Universidade do Michigan, a leitura do livro levaria as mulheres a comportamentos de riscos para saúde, dizendo, por exemplo, que leitoas do livro seriam 25% mais propensas a ter um parceiro que gritava com elas, que as não leitoras de E. L. James;

5 - Mais pornografia: Ainda na casinha dos estudos sobre, a Universidade de Waterloo apontou que a partir da publicação que se tornou fenômeno, a procura e o consumo de pornografia por mulheres aumentou;

6 - Santos algorítimos: Os algorítimos estão muito mais presentes na nossa vida do que levamos em consideração. Assim como Stephenie Meyer tinha utilizado a tática, E. L. James também fez uso do Google Street View para descrever suas locações em Portland e Seatle;

7 - Vinho sádico: Com o sucesso da marca, a autora não perdeu tempo, e licenciou alguns produtos, como vinhos, associada a produtores da Califórnia;

8 - O Brasil, sendo Brasil: Ta certo, pelo mundo rolou umas coisas bem imbecis contra o livro, e, claro, o Brasil não deixou de contribuir. Em Macaé - RJ um juiz proibiu a exposição do livro sem lacre nas livrarias;

9 - Playlist: Se você lê toda a literatura que veio na cauda de Cinquenta Tons de Cinza e que ainda hoje esquenta livrarias e internet certamente já percebeu que muitas publicações e diferentes autoras costuma compartilhar playlists para leitura e muitas vezes que tem relação com o processo de escrita. Esse aliás, não deixa de seu um detalhe curioso e interessante de se pesquisar, e deve ter vindo da inspiração de James, que revelou escutar músicos como Bruce Springsteen,  Black Eyed Peas, Frank Sinatra, Kings of Leon e Britney Spears ao escrever suas cenas de sexo;

10 - Roupas para Bebês: Agora sem dúvida, uma das coisas mais curiosas inspiradas na obra foi a criação de uma linha infantil com roupinhas com a frase "9 meses depois de mamãe ter lido Cinquenta Tons de Cinza".

Nenhum comentário