Header Ads

10 Considerações sobre A Outra Sra. Parrish, de Liv Constantine

O Blog Listas Literárias leu A Outra Sra. Parrish, de Liv Constantine, publicado pela editora Harper Collins; neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - A Outra Sra. Parrish é um interessante suspense psicológico que nos conta a história de uma mulher cansada da vida que leva e resolver querer tomar a vida de outra, Daphne, inclusive seu marido rico e o poder que esta ignora, conduzindo-nos através de sua narrativa em terceira pessoa pela vida destas três personagens principais;

2 - Amber é uma mulher fria, sem qualquer remorso ou sentimentos, podendo-se dizer tratar-se de uma psicopata, pois ela simplesmente escolhe um alvo decide que quer aquilo e não sossega até conseguir seus projetos sórdidos. Para isso ela usa as pessoas, fingindo-se de amiga, falando aquilo que querem ouvir, e não titubeando em afastar quem lhe atravesse o caminho;

3 - Daphne, por sua vez é uma mulher gentil que vive fingindo levar uma vida maravilhosa que gostaria, contudo essa fachada acaba escondendo um verdadeiro inferno. Vinda de uma família de classe média, ela parecia ter iniciado viver um sonho ao casar com seu marido, que no início lhe parecia um príncipe, o ideal de homem perfeito, mas que a partir de determinado momento passa a mostrar-se totalmente o oposto;

4 - Jackson é um homem cuja primeira impressão pode enganar, mas que ao longo da narrativa começa a revelar sua verdadeira identidade, um homem manipulador que usa da pressão psicológica contra as pessoas, inclusive sua esposa. Controlador, não pode ver nada daquilo que julgue fora do lugar, e mantém esse mesmo tipo de relação com a esposas, não privando-se de humilhá-lha, além de nutrir sentimento de posse em relação às pessoas;

5 - Ou seja, em sua relação com Daphne, Jackson cria uma ligação tipo carcereiro-prisioneiro, visto que ela acaba se tornando prisioneira de toda a situação e do relacionamento abusivo em que vive. Tudo isso monta os matizes delicados das experiências de profundidade psicológica no romance, e que dão vazão às fragilidades que possibilitam a entrada desta terceira pessoa em cena, Amber, que estabelece uma intrincada teia tecida pela narrativa;

6 - E tudo isso é narrado em duas distintas partes, uma focalizando a perspectiva de Amber, outra de Daphne, o que amplia o jogo de personalidades e sentimentos interligados e nos permitem observar as distinções e ilusões de cada uma das personagens, assim como as suas reais experiências para além do jogo de espelhos que constituem a fachada visível de suas vidas;

7 - Todavia, justamente pela relevância da trinca de personagens, talvez sentimos falta de uma parte que assim como a das duas protagonistas, aprofundasse a perspetiva de Jackson, possibilitando quem sabe uma compreensão mais ampla deste sombrio personagem;

8 - Contudo, em suma, a narrativa é bastante intensa e nos revela três personagens totalmente diferentes e caracterizações psicológicas bastante distintas e totalmente possíveis, numa trama cujo enredo funciona instigando sempre nossa curiosidade;

9 - Além disso, é uma destas obras capazes de nos envolver e provocar interações sentimentais, despertando da raiva a algumas personagens, à admiração a Daphne e sua luta pelas filhas e por ela mesma. Sem falar que a obra conta uma trama verossímil, pois mostra que não estamos a salvo de relacionamentos abusivos, ou mesmo que esbarremos com pessoas com Amber e Jackson;

10 - Enfim, um bom livro, com uma trama perturbadora e personagens de grande vilania, é um ótimo suspense para quem não teme narrativas cheias de dramas e pessoas perturbadas. Além disso, a obra convida para reflexões de temas importantes e caros, como o abuso e assédio psicológico, algo que conduz toda a trama.



Nenhum comentário