Header Ads

10 Das Melhores Escolas da Literatura (Ou Não)

No post de hoje selecionamos obras com aquele espaço de conhecimento e cultura mas também de confrontos: a escola. Neste post selecionamos 10 inesquecíveis escolas do universo dos livros, confira:

1 - A Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts: Depois do fenômeno de Harry Potter quase todas as escolas do mundo real perderam um pouco do encanto, pois o fascínio desta escola de magia cativou os jovens leitores de modo que todos esperam pela carta de aceitação de Hogwarts;

2 - O Ateneu: Se os leitores de Harry Potter sonham com suas idas para Hogwarts, o mesmo não pode se dizer dos leitores da obra de Raul Pompeia. Neste clássico da literatura brasileira, o rigoroso colégio Ateneu além de questionar o sistema de ensino de então, traz todo um conjunto de metáforas políticas e antecipa em muito o desfecho visto no clipe famoso do Pink Floyd, The Wall;

3 - Escola Preparatória Alabaster: Uma tradicional escola americana, mas com a diferença de ter matriculado Frankie Landau-Banks, que neste espaço estudantil, mais do que seu histórico infame, debaterá entre jovens leitores questões como empoderamento;

4 - Hailsham: Não sei se poderíamos chamar isso de escola, mas não o deixa de ser, e certamente será a mais estranha de todas. Neste espaço carregado de suspense habitam jovens estudantes apartados de todo o resto do mundo, claro, há um objetivo nisso. O fato é que em Não Me Abandone Jamais, este local é tudo uma coisa só: escola, laboratório, prisão, etc...

5 - Internato de Larwood: Outra autora afeita a escolas pouco peculiares é Diana Wynne Jones, que no caso desta criação é uma escola para orfãos de bruxos, portanto mais magia por corredores escolares;

6 - Escola dos garotos da Rua Paulo: Embora coadjuvante, observar o ambiente escolar no início do Século XX é bastante interessante no clássico da literatura búlgara, Os Meninos da Rua Paulo. A escola e todo o resto que se desenvolve na trama, nos levam a outra realidade, mas que ainda trata de questões possíveis do hoje;

7 - Turma Assassina: Tudo bem, em Battle Royale a escola está bem a sombra, porém em nenhum momento ela se contrapõe ao jogo sangrento que anualmente estudantes participam, e por isso a incluímos aqui como forma de lembrar que a escola não está imune à distopia;

8 - De se matar: Já no cult As Virgens Suicidas, o ambiente escolar é aquele tipicamente enfadonho das escolas locais, que piora um bocado quando seus pais opressores também lecionam por lá. Na obra, o elemento central é o suicídio, no caso coletivamente na tragédia da família Lisbon, entretanto o espaço escolar tem relevância na obra;

9 - Academia Yancy: É numa escola para crianças problemáticas que ficamos conhecendo Parcy Jackson, o garoto do Olimpo e seus paranauê. Na real, há um motivo para ida a esta escola, se bem que com o tempo o rapaz irá preferir acampamentos;

10 - Colégio Pencey: Outra obra a retratar os dramas e os anseios no espaço estudantil é O Apanhador no Campo de Centeio, onde existe esta escola para garotos e onde Holden apronta suas desventuras.

Um comentário:

  1. Não conheço muito dessas obras, mas "escola" em si é um assunto delicado; me pergunto se os autores desses livros usaram o lugar onde estudaram como base, por que em alguns casos seria bem traumatizante ou bem mágico.

    https://www.newsfallenbooks.com/

    ResponderExcluir