Header Ads

10 Livros brasileiros de literatura fantástica que abordam com sucesso o folclore e a mitologia nacional

Essa semana um post com clichês da literatura fantástica brasileira antigo aqui no blog acabou revivido e de certo modo alcançando em 2 dias e meio cerca de 10.000 leitores. Parte das discussões nos comentários tratam sobre o uso da mitologia e do folclore nacional na literatura fantástica. Aproveitando, hoje selecionamos 10 obras nacionais que conseguem com sucesso abordar o folclore e a mitologia nacional com bastante riqueza, confira:

1 - O Sítio do Pica-pau Amarelo, de Monteiro Lobato: A maior parte desta lista observará obras recentes, mas não teria como excluir dela as obras que compõe este clássico universo da literatura infanto-juvenil brasileira que aborda boa parte do nosso folclore brasileiro.

2 - A Bandeira do Elefante e da Arara, de Christopher Kastensmidt: É de um americano radicado no Brasil uma das mais relevantes obras fantásticas a dar novas possibilidades aos mitos e folclore brasileiros. Ambientado num Brasil colonial a obra é de uma riqueza e esplendor visual que destrói qualquer argumento de quem acha que nossas criaturas não tem espaço na literatura fantástica nacional. A obra já esteve entre os finalistas do Prêmio Nébula, foi adaptada para graphic novel e esta sendo publicada na China;

3 - Macunaíma, de Mário de Andrade: O fato de ser um dos romances canônicos no Brasil e ser uma obra da vanguarda modernista no país talvez impeça a muitos leitores a verem-na também como produção fantástica, o que ela guarda elementos e mergulha em nossas lendas e mitos justamente em busca do tal caráter nacional;

4 - Ouro, Fogo e Megabytes, de Felipe Castilho: Uma das mais conhecidas da lista pelos fãs de literatura fantástica, especialmente do público nerd, a obra trás para o espaço urbano criaturas do folclore nacional, sendo inclusive chamado por alguns de Rick Riordan brasileiro, conquistando com o livro grande público;

5 - Causo, de Eneas J. F. Severiano: Pendendo para o horror e suspense numa atmosfera de clima policial foi uma das obras a surpreender aqui no blog , inclusive pelo fato de não ter chegado a uma editora pelo menos média. No livro o autor consegue trabalhar como poucas vezes vistas as criaturas e lendas nacionais, sempre com um viés tenebroso, e assim como A Bandeira do Elefante e da Arara produz imagens e cenas sensacionais;

6 - A Odisseia de Tibor Lobato, de Gustavo Rosseb: A obra também busca fazer um resgate de personagens famosos como a Mula-Sem-Cabeça, o Boitatá e a Cuca; além de outros como a Pisadeira e a Porca dos Sete Leitões;

7 - Cira e o Velho, de Walter Tierno:  No livro, não só o cenário e o folclore brasileiro estão presentes, mas reúne também referências literárias e históricas e está entre os mais procurados trabalhos no gênero no país;

8 - Lendas do Sul, de João Simões Lopes Neto: Observamos aqui mais um autor que não é observado como literatura fantástica, mas cuja obra inclusive serve de referência para muitos autores contemporâneos com seus contos que mais do que abordar das lendas do Rio Grande do Sul, falam também de Brasil, um Brasil fantástico;

9 - Anhangá, de J. Modesto: Neste livro, o autor que já publicou diferentes obras dentro da literatura fantástica volta-se ao nacional narrando a aventura numa época pré "descobrimento" do Brasil;

10 - Quando O Saci Encontra os Mestres do Terror: Para encerrar vamos colocar essa antologia da editora Estronho cujo objetivo é o de justamente revisitar o folclore e a mitologia nacional com fonte da literatura fantástica;

Nenhum comentário