quarta-feira, 8 de março de 2017

, ,

10 Empoderadas escritoras brasileiras

Machistas, tremei-vos, porque sim, nós vamos utilizar a palavra empoderada para esta seleção de grandes e ativistas escritoras brasileiras que devem ser lidas e lembradas não num único dia do ano, mas sim, diariamente, porque lugar de mulher também é na literatura. Neste post 10 empoderadas escritoras brasileiras:

1 - Sheyla Smanioto: Uma das autoras contemporâneas mais ativas e cuja obra, Desesterro trata de forma crua e impactante a situação das mulheres na sociedade brasileira, especialmente sobre a violência por qual passam num livro de personagens fortes e resistentes;

2 - Janine Rodrigues: Ativista, a autora estreou na literatura trazendo para os livros uma forte luta pela valorização da cultura negra escrevendo contos que suas leitoras pudessem se identificar. A autora mantem seus trabalhos no projeto Piraporiando que vocês podem ver no site;

3 - Fernanda Young: Autora de vários livros, a escritora é uma das principais vozes a representar a participação da mulher, tendo sucesso inclusive em programas de televisão como na GNT, onde questões de todos os aspectos são debatidas no Saia Justa;


4 - Marcia Tiburi: Uma das principais pensadoras progressistas do país, a escritora e filosofa, percorre o país em palestras que debatem tanto o empoderamento da mulher, mas também a necessidade de construção de um mundo mais humano e falando de resistência;

5 - Fernanda Torres: Atriz, cronista e escritora, é uma das mais cultas autoras brasileiras e que se destaca por trabalhos cheios de identidade, seja na literatura, seja na televisão;

6 - Elvira Vigna: Jornalista e escritora de uma obra singular, a autora através de sua literatura, como no caso de Como Se Estivéssemos em Palimpsesto de Putas a sociedade patriarcal e masculina é posta à prova numa narrativa brilhante;


7 - Conceição Evaristo: Militante do movimento negro de família de cozinheiras, a autora é uma voz forte do empoderamento, hoje Doutora em Literatura e autora de obras que  evidenciam a cultura afro num resgate e corrigir histórico;

8 - Lygia Bojunga: A escritora pelotense começou como atriz atuando no teatro, mas com o tempo veio a se tornar a maior escritora brasileira de obras infanto-juvenis recebendo diversas premiações do gênero;

9 - Ana Maria Gonçalves:   Escritora engajada com dois romances publicados, dentre eles o premiado Um Defeito de Cor,  e em 2016 estreou no Teatro na peça Tchau, Querida, dirigido por Wagner Moura;

10 - Ana Paula Maia: Para quem ainda acha que brutalidade não pertence ao universo das escritoras essa autora destrói falsos mitos com sua trilogia dos brutos, sendo que seus livros encontram grande aceitação crítica no país e fora;
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...