Header Ads

10 Triângulos amorosos vividos por escritores famosos

Aproveitando a recente leitura de Sra. Poe elaboramos uma lista com 10 triângulos amorosos vivido poe escritores famosos, confira:

1. Edgar Allan Poe, Virginia e Frances Osgood: Iniciando pela inspiração da lista, o trio vivenciou o triângulo amoroso em meados do Século XIX quando Poe e Frances começaram um relacionamento extraconjugal que entre outras coisas provocou uma intensa troca de poemas românticos publicados pelo escritor em seu Jornal;

2 - Charles Dickens, Catherine Hogarth e Nelly Ternan: Para quem disse-se que perdeu a virgindade aos vinte e quatro anos, Dickens depois não quis perder tempo. Antes de seu triângulo com a amante após anos de casamento e 10 filhos, o autor ainda teria vivido obcecado pela irmã mais nova da esposa que veio a falecer precocemente e cujo fantasma Catherine teve sempre de combater;

3 - Jean Paul Sartre, Simone de Beauvoir e Olga Kosakiewicz: O casal francês de escritores revolucionou os relacionamentos matrimoniais com seu casamento aberto e suas liberdades individuais, e por um bom tempo mantiveram um trio amoroso com Olga, aluna de Sartre;

4 - Euclides da Cunha, Anna de Assis e Dilermando de Assis: Provavelmente o triângulo amoroso mais famoso da literatura brasileira pois resultou na morte de uma das pessoas envolvidas como se fosse uma drama de Shakespeare. Recentemente com a revelação de textos de Anna novas luzes foram trazidas para o relacionamento além de revelar um pouco sobre o casamento com um dos principais nomes da literatura brasileira "Se soubesse que o casamento consistia em um acto tão impudico quanto violente e repugnante, não me teria casado";

5 - Henry Miller, June  e Anaïs Nin:   Ao atingir sua liberdade sexual Nin teve diversos amantes e havia mesmo seu casamento, entretanto o principal triângulo amoroso a envolver-lhe emocionalmente e foi com Henry e June que manteve um caso que perdurou dos últimos meses de 1931 até o final de 1932  e que foram registrados em seus diários; 


6 - H. G. Wells, Isabel Mary Wells e Rebecca West: Wells era conhecido por "riscar fora da caixinha" rotineiramente e geralmente com a anuência da esposa. Entretanto de seus casos, o mais famoso foi o triângulo vivido junto com a escritora Rebecca West;

7 - Friedrich Schiller, Caroline von Beulwitz e Charlotte von Lengefeld: Mais uma história cujo enredo triangular renderia interessante literatura, o que aliás ocorreu no cinema através do filme "Duas Irmãs Um paixão" que narra o triângulo amoroso com o filósofo alemão famoso por suas cartas trocadas com Goethe;

8 - Lord Byron, Lady Caroline Lamb e William Lamb: O principal nome do romance gótico teve uma vida recheada de escândalos sexuais, entre os quais o incesto com uma meia irmã e o adultério com a também romancista Caroline Lamb, um caso que chocou a sociedade da época;

9 - Percy Bysshe Shelley, Mary Shelley e Claire Clairmont: Os góticos eram digamos "safadinhos". Ainda que sob muita discussão e debate há uma série de teorias de que o casal Shelley vivera um triângulo amoroso com a irmã de Mary, inclusive suspeitando-se da paternidade da filha de Claire, Allegra cuja paternidade é atribuída a Lord Byron;

10 -  J. D. Salinger, Charlie Chaplin e Oona O'Neill: A paixão de Salinger por Oona é um dos destaques de sua biografia publicada por David Shields e Salerno, contudo o misterioso autor americano foi preterido por ninguém menos do que Charlie Chaplin.

Nenhum comentário