10 Razões porque o sexo controla A Guerra dos Tronos

Domingo estreia na HBO uma das mais aguardadas temporadas de Game Of Thrones. Aproveitando a data, selecionamos 10 razões que revelam que o sexo é o grande motor do jogo dos tronos, confira:

1 - O Flagra: Se vocês prestarem bem atenção, é uma cena de sexo incestuoso que acaba sendo responsável pelo início da guerra. Ao ver Cersei e Jaime na cama, Bran sofre o atentado que muda para sempre a relação entre Starks e Lannisters, querela que torna a guerra inevitável;

2 - Os incestos: Se o flagra a Cersei e Jaime põe as peças em movimentos, a relação incestuosa e fértil será também responsável por uma série de questionamentos que retomam à morte de Jon Arrym, tudo porque está na cara que os belos filhos de Roberth não se parecem em nada com o "pai", e isso gera uma luta de diversos pretensos reis dos Sete Reinos;

3 - Parricídio: Um dos maiores fornicadores de A Guerra dos Tronos certamente é o anão Tyrion, contudo quando ele apaixona-se por Shae, o golpe é duro ao vê-la traí-lo e ainda depois deitar-se com seu pai. Ele mata-a, como aproveita desta raiva para matar o pai na patente. Tais acontecimentos ligados a esta relação sexual também deixam marcas sobre o jogo dos tronos;

4 - Trocando de lado: Você não sabe nada Jon Snow, e com isso o avanço de suas intimidades com a selvagem Ygritte é como se fosse uma entrada oficial do patrulheiro para o bando dos selvagens, uma relação que guiará seu destino como comandante da Patrulha da Noite;

5 - Brienne de Tarth: A ausência de sexo não quer dizer que ele não esteja presente, e caso venha a rolar algo entre ela e Jaime, será uma espécie de afirmação sobre as grandes jornadas de desconstrução por qual ele vem passando, com uma inegável atração pela "donzela de tarth";

6 - A Entrega do Dragão: Carregada de simbolismos o encontro sexual entre Daeneris e Khal Drogo ganha ares de magia para então ser tomado de horrores depois do aborto. A sequência disso tudo acaba sendo responsável pelo ressurgimento dos dragões em Westeros;

7 - Na cama de Cersei: Mas é provável que nenhuma outra personagem da saga use tanto o sexo como ferramenta de poder quanto Cersei. De suas relações obrigatórias com Roberth, aos amantes que vieram depois através de relações sexuais ou promessas destas sempre na intenção de formar alianças e manter-se no topo;

8 - Os estupros: Nada mais presente na história da humanidade do que os estupros, que também dão as caras em A Guerra dos Tronos, em práticas de dominação e destruição durante as guerras, comum seja lá qual for o povo que as pratica; O estrupo é tão presente, que Daeneris como líder de seu povo procura abolir isso de seu exército punindo os estupradores, o que não agrada um bocado de guerreiros;

9 - Herdeiros Craster: Onde há sexo, há herdeiros, e em A Guerra dos Tronos o sexo surge quase sempre para trazer consequências para a trama, mesmo que seja o sexo de Craster com suas filhas que geram frutos incestuosos, que no entanto, de repente estão no meio do jogo político dos Sete Reinos;

10 - Hétero, Homossexual, Incestuoso, Estupros, etc...: São alguns de tantos exemplos em que o sexo acaba conduzindo a acontecimentos importantes durante o jogo dos tronos, que de toda a forma é permeado por todas as formas de sexo possíveis e imaginadas, que que estão sempre interligadas à trama de maneira estrutural, não apenas como estética.
10 Razões porque o sexo controla A Guerra dos Tronos 10 Razões porque o sexo controla A Guerra dos Tronos Reviewed by Douglas Eralldo on sexta-feira, abril 22, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário