10 Grandes assassinatos à bala da literatura

O Listas Literárias hoje acordou com o espírito Chuck Norris, e por isso, selecionamos 10 grandes cenas de assassinato à bala da literatura, confira (mas atenção, pode haver spoilers, siga por sua conta e curiosidade):

1 - O tiro eterno: No recente lançamento Que fim levou Juliana Klein? há uma cena antológica e escorada em nietzsche em que uma assassinato ocorre acompanhado de uma frase memorável "infinitas vezes ergui esta pistola e infinitas vezes disparei fogo contra você. Neste momento, eu me torno o que sempre fui".

2 - Sem ver de onde veio: Em O Voo da Libélula, Ayla, esposa de Nazim acaba se envolvendo nas investigações puxadas por Crédule Grand-Duc, no entanto, é alvejada a tiros no jardim de uma mansão. Caída no chão ela tenta observar quem atirou, no entanto ela é despachada com "um tirambaço" à queima roupa, sem poder ver seu algoz;

3 - A espiã que se deu mal: Já Flick, a destemida agente inglesa de As Espiãs do Dia D executa sem qualquer pestanejar uma espiã francesa diante a certeza de que ela prejudicaria a missão das Jackdawns;

4 - Os últimos soldadinhos: E na incrível contagem regressiva de E Não Sobrou Nenhum, de Agatha Christie, uma das mortes ocorre com um tiro certeiro depois de uma ardil para conquistar a arma. Um salto felino e um disparo é o necessário para que desapareça mais um soldadinho;

5 - Duas armas. Dois tiros: Em A Voz do Arqueiro uma cena bastante cinematográfica com duas armas que atiram ao mesmo tempo e dois irmão que puxam os gatilhos numa cena que não abandonará Archer por muito tempo;

6 - Um tiro no escuro: A detetive Michele em O Sexto Homem participa de um tiroteio no escuro ao ser alvejada durante a noite e sem saber de onde vem os tiros. Assim, ela atira a esmo, no escuro, ainda assim um tiro mortal;

7 - Nove tiros: Essa foi a quantidade exata de disparos que tirou a vida do famoso Chef Lidu. Os tiros desferidos por um motoqueiro que teria levado apenas 5kg de file mignon foi gravado pelas câmeras de segurança e é ponto de partida do romance de Paula Bajer Fernandez;

8 - Confronto final: No sangrento Battle Royale o que não falta é bala e assassinatos. No confronto final um desfecho clássico com o estampidos de tiros e do vilão que cai alvejado por uma Smith & Wesson .38;

9 - Tipo Bruce Wayne: Em Sr. Daniels, Daniel testemunha o assassinato da mãe sem jamais esquecer-se do sorriso dado pelo bandido ao apertar o gatilho;

10 - À queima roupa: Na não menos violenta guerra do jogo do bicho de Oeste, de Alexandre Padilha, o que não falta são assassinatos, como o de um agente federal que dispara quatro tiros à queima roupa num corregedor da Polícia Federal;

10 Grandes assassinatos à bala da literatura 10 Grandes assassinatos à bala da literatura Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, setembro 06, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário