10 Motivos para não pedir livros de graça

Um novo tipo de leitor tem se multiplicado com voracidade pela internet. O leitor pedinte, geralmente criador de algum blog, e que passa parte do seu dia enviando e-mail a autores solicitando livros de graça. Até mesmo as grandes editoras em meio a este cenário, tiveram de criar sistemas e mecanismos organizados, para efetuar sua política de parcerias (e ainda assim algumas não sabem escolher de forma acertada), em face a grande demanda de livros pedidos. É provável ainda que você que esteja lendo este post até seja um desses leitores, e pode não gostar da lista abaixo, mas preciso muito listar 10 motivos para não pedir livros de graça:

1 - Não há como atender todo mundo: No começo da blogosfera literária não havia muitos blogs (de qualidade continuam poucos) e assim alguns passaram a receber cortesias de editoras para resenhas e sorteios. Vendo nisso uma oportunidade de ganhar livro de graça, obviamente centenas de blogs foram criados, e hoje, lamento dizer, é impossível autores e editoras atender toda a demanda de leitores que pedem livros de graça. Em algumas editoras por exemplo, a cada renovação de parceria, as inscrições passam do milhar.

2 - É chato: Talvez alguém possa achar que não, mas é um tanto chato a todo momento ter alguém pedindo livros de graça. E isso piora com autores iniciantes e ou de pequenas tiragens, um público, que aliás, com a organização das parcerias por parte das editoras, acabam atraindo o assedio dos leitores pedintes. Eu mesmo já passei por essa situação, leitores pedindo meia dúzia de livros, outros se inscrevendo para parcerias e sumindo do mapa... A coisa não tá fácil. 

3 - Se você for relevante os livros irão até você: Desde a sua criação o Listas Literárias não solicita livros, mesmo assim recebemos com certa rotina cortesias de editoras e autores. A forma de trabalho é sempre a mesma, e no máximo inscrevo o blog quando do cadastramento de parcerias. Acontece que se o seu blog for relevante, os livros chegarão naturalmente a você, mas nem por isso terás de deixar de comprar.

4 - Escritor não é filantropo: É amigos, a profissão de escritor não é filantropia. é dali que muitas vezes ele sustenta a família, paga as contas, ou toma aquela "breja". Mas isso não vem ao caso, o fato é que os escritores não podem ter a leitura de sua obra condicionada a cedência grátis de seu trabalho...

5 - Ninguém trabalha de graça: Tem haver ainda com o item anterior, mas o fato é que duvido que o leitor pedinte exerça seu trabalho e ao final do mês distribua todo seu salário, ou devolva ao chefe.

6 - Dá para baixar: Hoje em dia praticamente tudo está disponível para baixar, legal ou ilegalmente, na internet, por isso baixe o livro, isso vai ter o mesmo resultado, ou seja você lerá o livro, e ainda economizará o tempo e a tranquilidade dos autores, que não ficarão numa sinuca de bico em como responder sua solicitação. 

7 - Há custos para se produzir um livro: Independente se um livro de autor famoso, ou de um que publique sob demanda, todo exemplar possui um custo para ser feito, e autores e editoras como dito anteriormente possuem sempre estoque limitado para distribuição.

8 - É possível convencer o autor: Muitas vezes acontece de que uma grande quantidade de leitores acabe convencendo o escritor a ceder livros de graça, só que depois desse entusiasmo, é possível também que o conjunto destas solicitações acabe deixando como herança um bom prejuízo. 

9 - Editoras e escritores estão se ligando: Mas o exponencial aumento dos leitores pedintes tem deixado editoras e autores antenados, aliás, em muitos casos nem tem pegado bem a imagem deste tipo de leitor que envia dezenas de e-mails até encontrar alguém que lhe dê um livro de graça.

10 - O leitor pedinte não solicita livros ao George R. R. Martin: Isso é também algo que de certa forma me irrita. Já vi muito leitor pedinte que não tem problema algum em comprar livros famosos e na mídia, e em nenhum momento o pedem de graça, mas quando se trata de escritores brasileiros há alguns que pior ainda, pensam que o autor de obrigação de distribuir livros de graça.  

10 Motivos para não pedir livros de graça 10 Motivos para não pedir livros de graça Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, fevereiro 07, 2013 Rating: 5

12 comentários

  1. Muito bom!
    Realmente é complicado. As pessoas pagam caro por livro estrangeiro, mas nacional não. E enchem a caixa de entrada dos escritores com pedidos de livros, que muito vezes, não são do estilo que costuma ler. é chato.

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa que acho babaca são pessoas que pedem coisas, independente do que for.
    Sempre é bom ganhar alguma coisa de graça, mas não é por isso que se tem que sair implorando para Deus e o mundo ganhar. Como você mesmo disse, há custos e mais custos para publicar um livro e parece que algumas pessoas não percebem isso.

    ResponderExcluir
  3. Fato!
    Como valorizam os estilos estrangeiros comprando por que não comprar os nacionais ? --'

    ResponderExcluir
  4. Relevância é a palavra......agora, dizer o que é relevante no grande buraco negro Internet é um desafio!

    ResponderExcluir
  5. "Acontece que se o seu blog for relevante, os livros chegarão naturalmente a você, mas nem por isso terás de deixar de comprar." Essa frase fala por si só.
    Sinceramente, sei bem, como os autores nacionais lutam para publicar seus livros e lutam para divulgá-los, com isso, sempre surgirá o tão famoso pedinte a fim de aproveitar-se dessa etapa do escritor e tirar proveito disso tudo.
    Como vamos valorizar nossos autores se não conseguimos fazer a nossa parte comprando seus livros?
    Bom, acho que estou me empolgando e vai virar discurso..hehe

    Ótima postagem, continue assim , só sucesso pra você!
    Abraço
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O assunto de fato empolga e nos impulsiona a discursarmos sobre ele.

      Excluir
  6. Não concordo. Pessoas que pedem um livro está se expondo para alguém que á não conhece, além de mostrar um interesse culto e de esplendida beleza.

    ResponderExcluir
  7. E quando a tua mãe não deixa você comprar livros? E quando o livro que você quer não têm em pdf? Só existe uma solução: ganhar ou pedir. Ai fica difícil.
    Mas em boa parte dos itens, eu concordo.

    ResponderExcluir
  8. Quando se pede um livro e diferente de se pedir um sapato uma bolsa ou uma calça,pois alguns itens são fúteis e livros e a possibilidade de conhecimento para uma pessoa que na maioria das vezes não tem condições de comprar

    ResponderExcluir
  9. Concordo com os tópicos destrinchados, no entanto, é caríssimo adquirir livro no Brasil. Para se ter ideia, os livros importados têm isenção fiscal, e porque os nacionais são supervalorizados? Para se ter ideia um livro no site do Senado são R$15 enquanto na Saraiva são R$50. Acredito que deveria haver mais incentivos por parte do governo e menos olho grande das livrarias.

    ResponderExcluir
  10. Em uma parte você está certo, mas fala como se pedir livro fosse uma catástrofe para o mundo.
    Eu nunca pedi livros pra ninguém, e nem tenho condições de comprar. Leio muito desde que aprendi a ler. Tenho 14 anos e sabe quantos livros eu tenho? NENHUM.
    Eu não me importo se o livro é estrangeiro ou não, não me importo se ele estiver velho ou usado... Não. Já me deram alguns livros e sem a pessoa saber eu os divulguei nas minhas redes sociais e para os meus amigos leitores assim como eu.
    Acho que as pessoas deviam parar de amontoar livros e deixar com eles apenas o que eles amam de coração e doar para quem é amante da literatura e que não tem dinheiro para comprar um livro pelo mais barato que ele seja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiane, somos bem bipolares, por isso creio que gostarás mais desta lista : http://listasliterarias.blogspot.com.br/2012/06/10-grandes-e-nobres-motivos-para.html

      Excluir