10 Livros que influenciaram grandes atrocidades

Muitos livros como A Origem das Espécies, de Charles Darwin tiveram um papel fundamental no desenvolvimento da sociedade humana. Outros, porém, ou declaradamente, ou simplesmente por má interpretação acabaram de ao longo da história, e ainda hoje, influenciando grandes atrocidades em todo o mundo.


1 - Bíblia, por Vários: Não cabe a mim discutir a verdade ou os benefícios deste livro, mas sua presença nesta lista é incontestável, visto ou que por má interpretação, ou simplesmente o uso de suas palavras como melhor convém a que a ora, ao longo dos séculos guerras, e perseguições causaram alguns milhares de mortes, tendo com pano de fundo as palavras escritas na Bíblia.


2 - Alcorão: Talvez seja na atualidade o livro a mais influenciar atrocidades devido ao fundamentalismo exibido por muitos grupos de sua crença, aos quais utilizam não raros as escrituras do Alcorão para declarar suas "Guerras Santas", e ataques terroristas.

3 - O Capital, de Karl Marx: Livro de cabeceira de muitos ditadores comunistas pelo mundo inteiro, o livro de cetra forma acabou influenciando em diversas revoluções, em muitas destas com o derramamento de sangue de milhares de pessoas, especialmente no leste europeu.

4 - O Martelo das Bruxas, de Jacob Sprenger : Muito influente na igreja Católica, e na Protestante, o livro ajudou a levar para fogueira muitas mulheres por mais de 150 anos de matanças e caça às bruxas.

5 - Mein Kampf (Minha Luta), de Adolf Hitler: Livro de cabeceira de todo nazista pregava abertamente o racismo e o anti-semitismo defendido por Hitler, e acabou colaborando para insuflar o genocídio de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. 

6 -  A Arte da Guerra, de Sun Tzu: Não sei quanto a vocês, mas a mim toda guerra é uma atrocidade, então nada mais justo que uma obra que ensine sua arte esteja na lista. Não vamos levar em conta que hoje em dia ele esta na cabeceira de muitos executivos - Que vez por outra adoram fazer suas atrocidades - mas ao longo do tempo, este livro escrito no Século IV a.C atravessou a história, e acredita-se que tenha influenciados líderes como Gengis Khan, Napoleão, Zhuge Liang, Cao Cao, Takeda Shingen, Vo Nguyen Giap e Mao Tse Tung.

7 - O Homem Delinquente, de Cesare Lombroso: O livro com a defesa de uma tese errônea acabou reforçando o racismo e o anti-semitismo defendendo que as características físicas como nariz adunco, Testa fina, eram provas de pessoas com tendências criminosas. 

8 - A Inferioridade Intelectual da Mulher, de Carl Moebius: Psicólogo influente no século 19, seu livro pregava a inferioridade intelectual das mulheres ante os homens, sendo um grande reforço as vozes anti-feministas contra o direito das mulheres. 

9 - O Príncipe, de Nicolau Maquiavel: Alguém discorda que os políticos (e no mundo todo) são responsáveis por grandes atrocidades através de suas ações e escolhas? Certamente este livro influenciou e ainda influencia muitos políticos ao redor do mundo, pregando a centralização do poder, bem como a expressão "os fins justificamos meios", algo como nos dias de hoje "vamos matar um monte de gente para salvar o mundo do terrorismo".

10 - O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D Salinger:  Mais uma vez esta lista entra naquele ato em que mais por interpretação do que propriamente o livro, a compreensão da leitura pode gerar grandes tragédias. E neste caso há muitas lendas sobre o assunto dando que o livro influenciou muitos suicídios entre jovens americanos, além da suposta influência no assassinato de John Lennon. 
10 Livros que influenciaram grandes atrocidades 10 Livros que influenciaram grandes atrocidades Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, novembro 04, 2012 Rating: 5

43 comentários

  1. Vale lembrar que o Martelo das Bruxas nunca foi usado pela Igreja Católica, muito pelo contrário, essa condenou o livro tendo este como anti-ético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tbm, pra que usar um livro ralé desses pra matar gnt sem motivo se eles ja tinham um bem mais sanguinário nas mãos :P

      Excluir
    2. eu li a Biblia, e nunca matei ninguem, até mesmo o pequeno príncipe pode ser sanguinário nas mãos de idiotas se discernimento e a procura de um motivo certo pra se fazer coisas erradas

      Excluir
    3. Anônimo, eu também li a Bíblia e nunca matei ninguém, mas é inegável que a igreja a usou como pretexto para tocar o horror no mundo durante a Idade Média, é isso que o texto diz.
      Mas quem teve um bom professor de história vai saber que os homens que agiam em nome da igreja nunca agiram por motivação religiosa, e sim política e econômica.
      O grande erro do autor foi dizer que O Martelo das Bruxas foi usado pela igreja protestante. Luthero e os que o seguiram nunca mandaram ninguém para a fogueira nem perseguiram qualquer pessoa, pelo contrário, pregaram a austeridade da religião, mas com bem mais tolerância do que havia na época.

      Excluir
    4. lutero não...protestante não...a é?! então pesquise sobre a INQUISIÇÃO PROTESTANTE e tera muitas surpresas.

      Excluir
    5. Eu li a bíblia, Mein Kampf (que mostra o quão assustador é o poder de persuasão que Hitler tinha), O Príncipe e a Arte da Guerra, nunca matei ninguém. Contudo, muitos cristãos hoje usam a bíblia pra prejudicar pessoas, como os homossexuais, por exemplo, ou na idade média que era interpretada de forma errada para queimar "bruxas"

      Excluir
    6. Ronaldo é como o marcello falou! A INQUISIÇÃO PROTESTANTE matou muitos padres, bispos, bruxas, judeus. Inclusive ela chegou ao Brasil, no Rio Grande do Norte, onde padres foram assasinados.

      É O QUE EU DIGO: ACHO UM ABSURDO NAS ESCOLAS NÃO FALAR DA INQUISIÇÃO PROTESTANTE. FALAM APENAS DA INQUISIÇÃO CATÓLICA. OS PROTESTANTES SÃO "BENEFICIADOS" POR ESSA FALHA NAS AULAS DE HISTÓRIA. 90% DOS PROTESTANTES NÃO SABEM QUE NO PASSADO ELES MATARAM MUITOS CATÓLICOS. NA ALEMANHA HOUVE UMA CARNIFICINA EM QUE LUTERANOS MATARAM PADRES, CARDEAIS, BISPOS E FIÉIS.

      NO FINAL TANTO A IGREJA CATÓLICA QUANTO AS IGREJAS PROTESTANTES ESTÃO EMPATADAS NESSE ASSUNTO. AMBAS SE ENFRENTARAM NA FACA.

      OUTRA COISA QUE EU DIGO: EXISTEM MUITAS COISAS ERRADAS QUE FALAM SOBRE A INQUISIÇÃO CATÓLICA. COMO POR EXEMPLO, O POR QUE DELA TER ACONTECIDO, COMO COMEÇOU, COMO O PAPA AGIU, ENTRE OUTROS. AS PESSOAS DEVIAM PESQUISAR MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO.

      QUEM PESQUISAR VAI SE SURPREENDER QUANDO SOUBER QUE A INQUISIÇÃO CATÓLICA NÃO MATOU NEM 100 PESSOAS, MUITOS BONECOS ERAM QUEIMADOS NO LUGAR DE PESSOAS, ENQUANTO A INQUISIÇÃO PROTESTANTE MATOU MILHARES E MUITOS NEM SABEM QUE EXISTIU. OUTRA COISA É QUE, COMO NAQUELA ÉPOCA NÃO HAVIA RAPIDEZ NA PROPAGAÇÃO DA INFORMAÇÃO, O PAPA FICOU SABENDO TARDE DA VENDA DE INDULGÊNCIAS, QUE FOI INICIADA POR BISPOS CORRUPTOS, QUE EXPLORAVAM A FÉ DAS PESSOAS. E TAMBÉM A VERDADE É QUE A IGREJA CATÓLICA NUNCA(OFICIALMENTE) APROVOU A VENDA DE INDULGÊNCIAS, TANTO QUE ELA PEDIU DESCULPAS PELO OCORRIDO, JÁ QUE A VENDA DE INDULGÊNCIAS COMEÇOU POR CAUSA DA GANÂNCIA DE BISPOS EXPLORADORES QUE NÃO SE IMPORTAVAM COM A IGREJA.

      É UM ASSUNTO MUITO EXTENSO, MAS INCRÍVEL!
      EU JÁ LI MUUUIIIIITOO SOBRE ESTES ASSUNTOS. PESQUISEM TAMBÉM!

      Excluir
    7. OUTRA COISA, PESQUISEM SOBRE OS MAIS DE 2000 CORPOS MORTOS INCORRUPTOS DE SANTOS CATÓLICOS QUE NÃO SE DECOMPOEM E DESAFIAM A CIÊNCIA CONTEMPORÂNEA.

      DETALHE: OS CORPOS NÃO TEM FORMOL, NEM FICAM EM CAIXÕES A VÁCUO. É NATURAL. SIMPLESMENTE OS CORPOS NÃO FICAM COM PELE ROXA, ENRUGADA, NEM SECA. CIENTISTAS QUE JÁ FIZERAM VÁRIOS EXPERIMENTOS COM OS CORPOS RELATARAM QUE OS TECIDOS INTERNOS E EXTERNOS SÃO ÚMIDOS COMO DE UMA PESSOA VIVA. É COMO SE A PESSOA NÃO TIVESSE MORTA, TOMANDO ÁGUA E SE ALIMENTANDO, FICANDO NUTRIDA. É ALGO SOBRENATURAL, MAS REAL! NENHUMA OUTRA RELIGIÃO TEM CORPOS INCORRUPTOS.

      É A COISA MAIS FASCINANTE E INCRÍVEL QUE JÁ VI NA MINHA VIDA.
      SE NÃO FOR COISA DE DEUS, NÃO FAZ SENTIDO! É DE DEUS ISSO!

      Excluir
  2. Vale lembrar que a frase "os fins justificam os meios" não está completa e na verdade seria "Os fins justificam os meios, desde que estes sejam em prol do bem da nação"... Calma lá...

    ResponderExcluir
  3. Concordo quando diz que a guerra é uma atrocidade mas o livro A Arte da Guerra ensina que a maior vitória é a batalha não lutada. Conheça a obra antes de emitir algum comentário infeliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idiota infeliz é você obviamente que atrocidades se cometeram muito mais por ideologias do que batalhas veja o caso da revolução cultural, comunismo e até o nazismo vai estudar otário!

      Excluir
  4. 1- Quem realmente leu "O príncipe" sabe que Maquiavel nunca disse a frase citada.
    2- A Arte da Guerra nunca inflenciou "atrocidades", na verdade, eram um livro que ensinava que evitar grandes batalhas é a melhor vitória.
    3- Pela quantidade de atrocidades já cometidas, o livro de Marx "O Capital" deveria estar em primeiro, seguido do Alcorão e Mein Kampf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, historicamente, não há qualquer registro de alguém ter cometido atrocidades influenciado por Mein Kampf. Hitler faria o que fez independente de ter escrito o livro, e seu texto pesou pouco na propaganda de guerra que levou o povo alemão a embarcar nas loucuras do füher.
      Quanto à Arte da Guerra, você falou acertadamente, ele ensina a ter estratégia, e não a sair agindo desordenadamente.

      Excluir
    2. Concordo com suas colocações. Abç

      Excluir

  5. O que sei sobre esse topico é que O Apanhador no Campo de Centeio é um livro bem chato, sem graça. Nunca entendi a sua fama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende de algumas celebridades e famosos darem o "start". Ronaldo fenômeno e Neymar fizeram músicas toscas virarem hits. Se amanhã o Obama citar uma obra como sua favorita, vai virar best seller. São pequenas coincidências idiotas que às vezes explicam grandes fenômenos de mídia. O que vem em seguida é conhecido como efeito manada.

      Excluir
  6. Você está muito sencivel, aquele do john lenon poderia ficar de fora dessa lista.
    E colocar um religioso, o Bahatma Gita, já que os religiosos não prestam...

    E Sun Tzu só deu a letra sobre os humanos gostam de fazer.

    Mas o Capital e o Principe estão perfeitos, o Capital tinha que ser o 1º, o Sr Mao, Stalin e Lenin mandaram mata uns 100 milhões, e o Livrinho do Hitler ali só saiu depois que os otários votaram nele e depois se tornou obrigatório na Alemanha.

    Vlw por compartilhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do sensível.. rsrs mas pô John Lennon Cara! srrss

      Excluir
  7. Mein Kampf - Meu sonho, não "minha luta"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na verdade a tradução é "minha luta"

      Excluir
    2. e a palavra "kampf" tem diversas possibilidades de tradução, que além de "luta" pode também ser "guerra" ou "combate".

      Excluir
  8. A Origem das Espécies também teve grande influência e embasou cientificamente movimentos como a eugenia e o próprio nazismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ambos os movimentos tiveram motivações políticas e não científicas, e aconteceriam, independente de Darwin. Além do mais a Frenologia foi usada para "confirmar" a inferioridade intelectual dos não europeus, mesmo depois de ter sido declarada uma farsa.

      Excluir
  9. "A Origem das Espécies também teve grande influência e embasou cientificamente movimentos como a eugenia e o próprio nazismo."

    Deixa eu rir um pouco desse comentário ignorante, por favor...
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    E só mais um pouquinho...
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai estudar imbecil e não estou falando de universidade por favor vá estudar sozinho pois se o fizesse saberia a razão do comentário ah e nem fui eu que escrevi mas ele esta de parabéns por lembrar, caso você tenha estudado o nazismo nos manuais distribuídos pelo MEC recomendo que... ah vá tomar no c**

      Excluir
    2. Ô imbecil, postou em local errado.
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  10. Mein Kampf,A Bíblia, O Alcorão, A inferioridade intelectual da Mulher e O Martelo das bruxas, são realmente 10 livros que incitam o ódio, de alguma forma.Então eu concordo...Mas o Resto...nada a ver...O Capital, pra quem leu ele apenas descreve a sociedade por meio do poder econômico, dando ênfase às classes minoritárias, O Príncipe de Maquiavel, cara, ele nunca disse essa frase, ele foca que o Principe regente ou o poder absolutista deve governar de maneira compassiva ,A Arte da Guerra, fala que a batalha não é o mais importante e O Apanhador no Campo de Centeio é só um livro que conta a história de um adolescente que volta para sua casa, primeiro relato na literatura americana a se falar verdadeiramente sobre as incertezas da juventude.

    ResponderExcluir
  11. Bota ai o proximo da lista..

    A guerra não declarada na visão de um favelado - Eduardo Taddeo

    Esse vai causar estrago nos altos do poder quando todos de bem resolverem ler

    Abs

    ResponderExcluir
  12. Eu trocaria o apanhador em um campo de centeio, por o nascimento de uma nacao.

    ResponderExcluir
  13. Só quem nunca leu "O príncipe" para falar uma besteira destas. A intenção de Nicolau Maquiave com tal obra foi somente relatar as atrocidades cometidas pelos déspotas da época. O livro é um protesto mesmo que velado, pois se assim não fosse no dia seguinte sua cabeça estaria a prêmio.

    ResponderExcluir
  14. nossa, a arte da guerra? cagou pela boca hein irmão?

    ResponderExcluir
  15. A Igreja nunca usou a Bíblia para matar. Matava por conta de suas doutrinas, que em nada podem ser apoiadas às escrituras.
    Colocaria o Alcorão em primeiro nesta lista, pois quantos foram os territórios invadidos e seus povos massacrados por conta da imposição ao Alcorão?

    ResponderExcluir
  16. Só para complementar: tanto as doutrinas não podiam ser apoiadas, que a Igreja escondia as Bíblias e impedia o acesso à elas.

    ResponderExcluir
  17. 10 livros QUE INFLUENCIARAM GRANDES ATROCIDADES. Esse é o nome da matéria e não "10 livros que incitam atrocidades" é bem diferente. Posso ler qualquer livro e ter uma interpretação absurda dele... Deixem de ser babacas e aprendam vocês a interpretar o que as pessoas dizem para não sair por aí falando atrocidades como a maioria desses comentários.

    ResponderExcluir
  18. Qualquer livro ou informação é perigosa na mão de um idiota.

    ResponderExcluir
  19. Eu li O apanhador no campo de centeio e nunca me surgiu na cabeça de me suicidar. E olha que tinha só 13/14 anos!

    ResponderExcluir
  20. Senti que o cara que fez essa lista não passa de um esquerdista, anarquista ou comunista de mente atrofiada.

    ResponderExcluir
  21. E vc deve ser um bunda mole,metido a burgues,elitizado e preconceituoso.

    ResponderExcluir