quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

,

10 impressões que tive ao ler: O guia do mochileiro das galáxias

Amigos leitores do blog, ainda por ser um meio novo, o blog está em constante busca de aperfeiçoamento e novas formas de levar literatura ao leitor. Hoje quero inaugurar esta nova seção, onde pretendo sempre listar 10 impressões que tive ao ler o livro escolhido. Para iniciar, quis falar de um dos meus preferidos. E desde já lembro que não sou crítico, e talvez nem tenha gabarito pra tanto, simplesmente comentarei sob o ponto de vista de um leitor comum. [Ah sim, este texto pode conter spoilers. Continue lendo por sua conta e risco...]

1 - Em o guia do Mochileiro da galáxia, Douglas Adams faz a história fluir num ritmo frenético, numa história em constante mutação, e reviravoltas sensacionais;

2 - A escrita  é agradável e nos faz ler página após página até chegar ao final da história;

3 - A ironia está presente em cada palavra do livro, e as descrições dos personagens dão cor e vida a seres que muitas vezes chegam ao bizarro, mas que incrivelmente noas afeiçoamos a eles;

4 - Por falar em personagem, não só suas características eram marcantes, bem como seus nomes estranhos fazendo uma sopa recheada de consoantes e vogais;

5 - O livro também traz sugestivas idéias para a ciência, onde estão presentes alguns conceitos como os que vieram a criar os e-reader's, e os tradutores simultaneos;

6 - O sarcástico personagem principal Arthur Dent é sem dúvida alguma um dos maiores e melhores personagens da literatura mundial;

7 - O fato de que os personagens nunca tem sob seu comando o próprio destino, em certos momentos nos enchem de dúvidas e aflição;

8 - Dúvidas não menores quanto as do rôbo Marvin um estereotipo perfeito de grande parte das pessoas que andam por aí, descontentes e deprimidas com tudo e com todos;

9 - A fluidez da narrativa nos faz passar batido por que quase tudo gira ao redor do umbigo de Dent, e mesmo num universo tão vasto quanto o da história, tudo se desenvolve de uma forma muito familiar, que  ele descobrirá que há muito mais ligações entre eles e os viajantes da galáxia do que imaginava;

10 - E não se assuste por o planeta terra ser dizimado pelos vogons logo no inicio da trama;

Gostou? Não leu ainda? Tire suas próprias conclusões. compre o seu aqui!
Reações:

2 comentários:

  1. Eu discordo da sua visão do robô Marvin, ele só mostra como nós complicamos as coisas e ignoramos os caminhos óbvios, pois ele sabe tudo de todas as coisas e ninguém consulta ele para absolutamente nada. É uma crítica ao ser humano mesmo. E ele é deprimido porque é dotado da personalidade tipicamente humana (não lembro se esse é o nome mesmo), uma crítica à nossa constante insatisfação com tudo.

    ResponderExcluir
  2. Eu me enrolava pra ler os nomes. kkkk
    Adoreei o humor negro nos livros. =D
    Entretanto, os 2 primeiros foram otimos, ja os outros 2 nem tanto. Ainda nao li o ultimo.
    O livro tem passagens marcantes. E sempre 'cutucava' algo relacionado a Deus ou religião em si. ( Muito bom)
    No geral é uma ótima serie, vale a pena ler , se divertir e refletir tbm!! ^^

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...