Header Ads

10 Definições de todo e qualquer defensor da censura a livros

O Brasil é um trem descarrilado que ainda está longe de frear as monstruosidades que saíram da toca. Não é de hoje que temos falado aqui no blog da escalada de censura aos livros: a) 10 Escritores e escritoras brasileiras recentemente censurados; b) 10 Razões para preocupar; c) 10 melhores charge sobre censura aos livros em 2019; d) 10 notícias mostrando que Fahrenheit 451 é agora. A mais nova tentativa de censura e que tem repercutido durante este dia é a do governo de Rondônia que chegou a ordenar o recolhimento de clássicos da literatura, entre eles Rubem Fonseca, Machado de Assis e até mesmo o Macunaíma de Mário de Andrade. Embora o governo de lá [e nem conto qual partido é o governo] tenha recuado, esse é mais um dos tantos balões de ensaio neste país cada dia mais autoritário. É preciso resistir e nós aqui no Listas gostamos de dar nome aos bois, por isso deixamos bem claro a definição de toda e qualquer pessoa que venha justificar, relativizar ou defender a censura aos livros, confira as definições de todo censor literário:

1 - Ditador;
2 - Tirano;
3 - Fascista;
4 - Imbecil;
5 - Intolerante;
6 - Bossal;
7 - Perigoso
8 - Possível assassino [quem queima livros, queima pessoas, diria Heine]
9 - Perturbado;
10 - Criminoso [a defesa ou a prática de censura ao pensamento é um crime contra a humanidade]

* Curiosamente tinha abordado em meu blog essa chama piromaníaca que teima em arder.

** Fiquem à vontade para ampliar as definições

Nenhum comentário