Header Ads

10 Razões porque temos de ler Ignácio de Loyola Brandão hoje

Ignácio de Loyola Brandão é um dos mais relevantes autores brasileiros contemporâneos. Suas obras leem o Brasil de forma crítica, mas muito, muito assertiva. Por isso neste post selecionamos 10 razões para lê-lo hoje.

1 - Enquanto autor de distopias, as narrativas de Brandão estão é pé de igualdade com clássicos como 1984 e Admirável Mundo Novo. Aliás, ele consegue tornar palpável a podridão que explode em seus futuros distópicos;

2 - Suas obras tratam do autoritarismo testemunhado em diferentes momentos desse país, mas tragicamente ainda presentes numa sociedade sob a égide dos diferentes mecanismos de pressão. De Zero e Não Verás País Nenhum nascido em tempos duros ao recente Desta terra nada vai sobrar, a não ser o vento que sopra lá fora, seus trabalhos denunciam nossas pequenas e grandes tiranias;

3 - Talvez seja no mundo o autor mais preocupado com a questão ambiental, sendo que suas distopias estão sempre marcadas pelo alerta ecológico e os riscos a este planeta, isso, numa postura em que o aquecimento global talvez não fosse ameaça tão iminente quanto agora;

4 - Reforçando o item anterior, seus romances são dos mais eficientes alertas ecológicos sobre os danos causados à natureza. Hoje sua leitura nesse aspecto é quase uma urgência;

5 - O autor em suas obras aborda diferentes mazelas de um país atrasado, e o entreguismo é um dos dramas sempre denunciado por Brandão;

6 - Sem falar noutra chaga que em Não Verás País Nenhum é levada às últimas consequências: a corrupção. A leitura do problema no romance demonstra a complexidade de sua discussão;

7 - Também é recorrente em suas narrativas a denúncia dos arbítrios de uma nação de constantes arroubos autoritários, como sua seleção de contos em Cadeiras Proibidas;

8 - Além disso, é um autor versátil e de vasta bibliografia perpassando diferentes gêneros da literatura e diferentes formas artísticas;

9 - É dentre os leitores brasileiros vivos aquele que talvez melhor reúna condições de agregar crítica e atrativos uma massa maior e mais popular de leitores, pois reúne recursos para os dois caminhos;

10 - Para quem não teme uma leitura crítica de nação, encontrará nele grandes possibilidades.  

Nenhum comentário