Header Ads

10 Personagens da literatura que poderiam ter inspirado Sergio Moro

Para entendermos certas gravidades, é preciso abstrair certos personagens, aliás, essa deveria ser a lógica da justiça. Não importa se aconteceu com este ou aquele, o que você precisa discutir é "se o mesmo ocorresse com você?". Imagine uma situação em que você está disputando alguma questão na justiça ou local de arbitramento, agora imagine que você descubra que o juiz, o árbitro da questão combina secretamente com a parte adversária, caminhos, sugestões e direções acerca da disputa? Se ainda assim você não perceber problema, parabéns... Mas, deixemos isso de lado, selecionamos 10 personagens da ficção que parecem ter inspirado Sergio Moro, confira:

1 - Mindinho: A Guerra dos Tronos tem personagens que nos revelam diversas facetas, sempre sendo possível achar seus equivalentes no mundo real. Então, claro, haveria algum parecido com "nosso" Ministro. Na verdade, achamos que tem mais, mas Mindinho é o mestre das conspirações ardilosas, seu interesse, claro, é sempre o poder, e não raro traveste-se de bom moço, mas move as peças do tabuleiro quando não esta sendo visto, como nosso amigo aí, que parece fazer estripulias quando imagina-se não estar sendo observado;

2 - Juiz Dredd: Seguido trazemos algumas ficções dos quadrinhos para nossas listas, como esse personagem da revista 2000 AD e que não por acaso é uma das figuras mais associadas a Moro quando de suas posturas questionáveis. Nos quadrinhos, o distópico juiz é exemplo de uma justiça deturpada, onde não apenas julga, acusa e mesmo executa os que considera fora da lei;

3 - Harvey Dent:  Já comparamos por aqui o juiz da DC Comics com Moro noutro ótimo exemplo quando a pessoa acaba nublando seu conceito de justiça, tornando-se mero justiceiro, o que leva-o diretamente ao lado dos que corrompem a lei, passando de herói a vilão. A metamorfose para cada vez mais paralela;

4 - Cícero Branco: Tenho brincado que os tempos presentes emendaram com os anos 60/70 em alguma ponte temporal, de modo que este advogado diz muito sobre os procedimentos tortuosos da justiça brasileira. Aliás, Cícero se torna juiz na Assembleia de defuntos em Incidente em Antares, quando só então revela todas as corrupções do poder, as relações inesperadas entre os atores da balança, etc...

5 - Rusty Sabich: Scott Turow gosta de romances de tribunais e em O Inocente temos este juiz que consegue burlar o sistema uma vez, mas que acaba tendo enfim de enfrentar um promotor novamente;

6 - Dolores Umbridge:  A personagem é destas que usam com ferros o poder, bastante conhecida como inquisidora, sendo Alta Inquisidora de Hogwarts. Uma personagens que os fãs de Harry Potter podem encontrar seus paralelismos com nosso personagem em destaque;

7 - O'Brien: Winston Smith de 1984 é uma espécie de predecessor de Jon Snow, não sabe de nada. Assim acaba vendo na figura de O'Brien um irmão revolucionário, alguém a ajudá-lo da derrubar a tirania do sistema, mal sabia Winston e a cara de bom moço dele escondia uma das figuras importantes do mecanismo do sistema;

8 - Tyrion Lannister:  Ai, aqui ficamos naquela zona cinzenta entre o elogio e a crítica, até porque temos em mente dois Tyrions, da série e dos livros. Além disso, gostamos do anão. O fato é que os dois são bons em tramar em segredo, em instigar conspirações, golpes e contragolpes, sendo que Tyrion chega ao final da saga, ao menos na adaptação, como aquele cuja mente, no final de tudo, acaba controlando o poder;

9 - O Subdiretor: Não raro os processos de Moro têm sido comparados a O Processo, de Franz Kafka. A bem da verdade os arbítrios de uma conduta traçam paralelos com outra e evocam a opressão que é estar sob um julgamento sem qualquer possibilidade de defesa;

10 - Diadorim: Que injustiça com Diadorim, mas a ver declarações de recente de antigos adoradores, é melhor exemplo para dizer "se olhar bem, verás que trata-se de alguém muito diferente".

Nenhum comentário