Header Ads

8 "Detetives" professores universitários da literatura

Se na literatura clássica do gênero o detetive ou era da polícia ou então aquele estranho prestador de serviços particulares, a popularidade e as mudanças que todo gênero sofre, os detetives da literatura também foram mudando com o tempo e histórias foram mostrando que qualquer um de nós pode tornar-se detetive. Neste post mostramos 8 personagens da literatura policial com dignas carreiras acadêmicas universitárias e que revelam que todo mundo carrega aquele vontade de bancar o Indiana Jones uma vez na vida. Confira:

1 - Robert Langdon: Provavelmente um dos nomes mais famosos da lista e provavelmente o de maior alcance e popularidade. Pois o tiozão é professor de Harvard e o "bichão" nesses trens de criptologia, semiótica e simbologia, protagonizando sucessos como O Código Da Vinci e Inferno;

2 - David Salas: Protagonista do recente O Fogo Invisível o rapazote é professor de linguística (menosprezem os linguistas agora, vai) da Trinity College de Dublin e além da narrativa acerca dos poderes da palavra, adentra a cultura espanhola;

3 - Murray Watson: Professor universitário que protagoniza Alfabeto dos Ossos em que procura por informações sobre um poeta controverso, Archi Lunan, que há décadas publicou apenas uma obra;

4 - David Ullman: O professor da Universidade de Columbia e especialista na figura do Diabo, especialmente na obra e arte de John Milton que o leva a protagonizar o romance de sucesso O Demonologista;

5 - Thomas Lourds: Pois é galerinha, a linguística dá bom caldo e histórias investigativas, e este professor de Harvard embrenha-se na linguagem e no mito de Atlântida buscando desvendar O Código de Atlântida;

6 -  Emily Wess: Em A Biblioteca Perdida a professora historiadora vai utilizar seus conhecimentos acadêmicos para ir atrás da Biblioteca de Alexandria numa aventura que mescla mistério, suspense e investigação;

7 - Augustus Van Dusen: Para mostrar que professores universitários não são contudo uma novidade, este PHD protagonista de contos policiais é personagem criado por Jacques Frutelle, que morreu no naufrágio do Titanic em 1912;

8 - Misir Ali: Professor de psicologia da Universidade de Dhaka é o protagonistas dos romances policiais do bengalês Humayun Ahmed;

Nenhum comentário