Header Ads

10 Considerações sobre As Garotas Spring, de Anna Todd ou sobre mulheres

O Blog Listas Literárias leu As Garotas Spring, de Anna Todd publicado pela editora Vergara & Riba; neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - As Garotas Spring é uma ótima leitura que narra a história de quatro irmãs de Nova Orleans, filhas de um militar em permanente serviço e uma mãe que luta para educar e criar estas filhas praticamente sozinha (a obra é uma releitura do clássico Mulherzinhas, de Louisa May Alcott, mas como não o lemos, não trataremos de tais referências neste post, nos conduzindo apenas pela leitura do romance de Todd);

2 - O livro, então, acompanha as perspectivas das quatro irmãs, Meg, Jo, Beth e Amy, quatro garotas de personalidades distintas e que tentam acharem-se e descobrirem-se quem realmente são, tudo isso num ambiente familiar impactado pela ausência do pai, cuja mãe carrega as responsabilidades da família, que a despeito de suas dificuldades, consegue permanecer unida;

3 - Consideradas as patricinhas da cidade, as garotas, todavia, cada qual guarda seus dramas e seus problemas, do mesmo modo que cada uma delas possuiu expectativas e perspectivas um tanto diferentes da vida, identidades que no romance vão sendo construídas a partir das vozes em primeira pessoa de cada uma delas;

4 - Aliás, essa escolha narrativa, de linguagem atraente e simples, permite que não só cada irmã vá revelando um pouco de si, mas também que possam cada uma apresentar suas visões a respeitos das outras irmãs, o que possibilita um panorama amplo às leituras para a compreensão das quatros em suas respectivas magnitudes;

5 - Meg, a irmã mais velha, doce e vaidosa, tem o sonho de casar-se com um oficial, como sua mãe e seu pai, contudo seu coração e seus amores e paixões voltam-se a alguém que leva uma vida bem diferente de suas expectativas;

6 - Beth, em termos de vaidade é o oposto da irmã. A bem da verdade possui perfil um tanto antissocial, e não gostar de conviver com outras pessoas, prefere ficar em casa, dedicando-se à cozinha e alguma nova receita;

7 - Jo é a mais sonhadora da família, nutre sonhos novaiorquinos para onde deseja ir e seguir a carreira de jornalista. Embora estudiosa é um tanto isolada e também tem dificuldade em fazer amizades, algo que descobrirá apenas com a chegada de um novo vizinho, e daí percorre a trilha de tijolos que leva da amizade ao amor;

8 - Amy é das Springs a mais mimada e aquela que gosta de atrair a atenção, como a típica caçula. Das irmãs é a que parece ter mais carências devido a distância do pai, e por isso acaba centralizando as principais confusões e brigas familiares;

9 - Desta forma, o romance então nos coloca diante diferentes acontecimentos, dos elos e afetos criados, da sexualidade juvenil desabrochando, dos projetos e perspectivas futuras, tudo isso no ceio de uma curiosa família, alicerçada por mulheres, mas com a ausência-presente do homem ainda como símbolo patriarca do grupo, ainda que caibam a elas, tocar as coisas em frente;

10 - Enfim, um ótimo livro construído com leveza e de tons realísticos que com alguma dose de diversão e também emoção é capaz de nos fazer apaixonar pela trama e suas personagens. 


    

Nenhum comentário