Header Ads

10 Considerações sobre Submissa, de Maya Banks, ou suspire fundo

O Blog Listas Literárias leu Submissa, de Maya Banks, publicado pela editora Gutenberg; neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - Submissa é um dos ótimos livros dentro de seu gênero, que explora nossos sentimentos através de uma leitura apaixonante e viciante, que ao começar a leitura, não largamos mais o livro;

2 - Neste romance erótico encontramos diversos elementos marcantes a esta literatura, dor, prazer, tudo isso num universo de dinheiro e poder em que mergulha Evangeline, uma mulher linda e ingênua que cai nas garras de Drake, um homem desprovido de sentimentos, bastante cruel e que gosta de poder e de dominar quando a questão é sexo;

3 - O livro narra então a história de Evangeline, que mora com suas amigas em Nova Iorque onde trabalha como garçonete para ajudar sua família no sul do país. Típica garota do interior, ela não é chegada a diversão e leva uma vida bem simples, tendo ainda de lidar com o abandono de seu namorado, que o fez de forma humilhante;

4 - É justamente na tentativa de deixar isso para trás, e pela insistência de suas amigas de que ela superasse essa dor é que sua vida encontra-se com a de Drake, tendo como cenário uma das baladas mais caras e vips da cidade, o que inicialmente não funciona muito bem, mas acaba sendo um ponto de virada em sua vida para inesperados e sensuais novos acontecimentos;

5 - É quando inicia-se o intenso romance entre duas pessoas completamente diferentes, tanto de desejos e pensamentos, como de universos bastante distintos, contrastando a solidão e a desconfiança natural de Drake com a meiguice de Evangeline, numa relação explosiva bastante marcada pelos desejos de controle e domínio dele, até então buscando apenas submissas plenas para suas relações;

6 - A partir disso, há meio que uma domesticação da fera, pois o Drake poderoso e cruel, junto de Evangeline permite-se mudar, dando espaço ao carinho, sendo atencioso e buscando sempre oferecer proteção a ela;

7 - Mas é na cama que as coisas esquentam, pois Drake e seu lado dominador no sexo abre a possibilidade de diferentes experiências, tendo ele controle total, numa narrativa que acaba então abordando diferentes fetiches e desejos, com ou sem acessórios;

8 - Tudo isso numa narrativa bastante equilibrada que em sua simplicidade, mesclando ação (inclusive no sentido sexual da coisa), romance, erotismos com doses de escapadas bem humoradas que tornam a leitura bastante agradável;

9 - Por isso é uma destas leituras de que não nos desgrudamos, com personagens que nos encantam e uma trama bem desenvolvida que nos cativa do princípio ao fim, está entre os melhores desta literatura sensual em evidência desde Cinquenta Tons de Cinza, estando este Submissa certamente no alto deste segmento;

10 - Enfim, Submissa é uma ótima leitura, que com muita paixão e romance e seus personagens e ambientes insinuantes chega ao final desta primeira publicação da série deixando-nos loucas para começar a leitura de sua sequência.



Nenhum comentário