Header Ads

10 Livros sobre animais nas guerras

O post de hoje selecionou 10 livros que mostram que o mar não está pra bicho, cujas tramas inspiradas em fatos e realidades abordam o uso de animais durante as guerras dos homens, confira:

1 - Cavalo de  Guerra, de Michael Mopurgo: Narrado por Joey, uma cavalo que passa por poucas e boas durante a 1ª Guerra Mundial, o livro foi adaptado para o cinema por Steven Spielberg, sendo um de seus ais emocionantes trabalhos;


2 - Soldier, Leal Até o Fim, de Sam Angus: Nesta obra, a partir deste protagonista simpático, é apresentado a utilização dos cães como mensageiros durante a Primeira Guerra Mundial e conta a forte relação de amor entre humanos e seus cães de uma forma bastante intensa e ambientada num momento crucial de nossa história;


3 - Minuano, de Tabajara Ruas: Pois é, aqui pelo sul, temos a nossa própria versão de Cavalo de Guerra, numa trilogia narrada por este cavalo durante os conflitos bélicos do Rio Grande;

4 - Meu Tio Roseno a Cavalo, de Wilson Bueno: Um pouco diferente das demais obras citadas, entretanto carrega a relação homem-animal tendo como pano de fundo a Guerra do Paranavaí, e as andanças do cavalo Brioso;

5 - Quando As Pombas Desapareceram, de Sofi Oksanem: O livro está aqui, mais pela tradução de seu título mesmo, que remete à fome causada pela Segunda Guerra e o consequente desaparecimento dos pombos, carne apreciada especialmente por soldados alemães;

6 - Animais Nas Guerras, de Priscila Gorzoni: Esta uma leitura para interesses não ficcionais e que trata do uso de animais em grandes batalhas da história;

7 - Um Pombo e um Menino, de Meir Shalev: Vencedor do Prêmio Brenner, o mais importante reconhecimento literário de Israel Durante a Guerra da Independência de Israel, em 1948 — quando pombos ainda eram usados para levar mensagens aos campos de batalha;

8 - Judy, de Damian Lewis: A cachorra era uma elegante pointer-inglesa e o único animal POW [Prisioner of War] da Segunda Guerra Mundial, era realmente uma em um milhão. A Xangai dos anos 1930 reservava a essa filhote perigos e aventuras. Ao longo do rio Yangtzé, a bordo de uma canhoeira, tornou-se mascote da Marinha Real Britânica, sobrevivendo a bombardeios, naufrágios e até a um campo de prisioneiros;

9 - Stubby: Livro reúne a história do cão mais condecorado da Primeira Guerra Mundial que chegou, inclusive, à patente de Sargento. É possível adquirir versões importadas;

10 - Bucéfalo: Memórias de Um Cavalo de Guerra, de Carmelino Peixoto dos Santos: Nesta obra, o animal preferido para narrar uma guerra, o cavalo, no caso o de Alexandre: O Grande, é que conta suas peripécias.

Nenhum comentário