Header Ads

10 Curiosidades sobre Frankenstein e seus 200 anos

Neste 2018 ninguém mais ninguém menos que um dos mais famosos monstros da literatura fez 200 anos desde sua criação. A criatura que hoje já extrapola seu próprio mundo criado por Mary Shelley se tornou uma referência da cultura no mundo. Neste post selecionamos 10 curiosidades sobre a obra, confira:


1 - Publicação anônima: Hoje ninguém desconhece a autoria desta obra icônica, contudo, a primeira edição e publicação do livro foi de forma anônima, tendo um prefácio escrito pelo marido de Mary, Percy Shelley, e dedicatória ao pai da autora, o filósofo e escritor importante nos séculos XVII e XVIII, William Godwin;


2 - Identidade: No livro Frankenstein é chamado de muitos nomes e xingamentos, mas nunca de Frankenstein, sobrenome do criador da criatura, Victor, que a despeito de todo seu renegar de sua própria criação, o "monstro" por ele criado, pelo poder dos leitores e da cultura, nunca mais deixou de ser Frankenstein;

3 - Querido nos cinemas: Desde a primeira adaptação para o cinema, em 1910, pela Edison Studios, sim, de Thomas Edison, (filme que esteve perdido e foi achado nos anos 80) Frankenstein tornou-se uma das obras mais adaptadas para o cinema, tendo adaptações fieis à obra até à sátiras absurdas ou animações infantis;

4 - Confronto tenebroso: Uma das mais curiosas adaptações uniu então as duas criaturas dos livros mais levadas para as telonas: numa produção de baixo orçamento de 1971 tivemos então um Drácula X Frankenstein;

5 - Série de Sucesso: Na televisão quem bebeu do sucesso da obra de Mary Shelley foi o seriado Penny Dreadful, de 2014, em que temos a presença de Victor e sua criatura;

6 - Ataques machistas: Voltando ao anonimato da primeira edição do livro, as razões tornam-se ainda mais óbvias com a repercussão de parte dos "críticos" que depois da revelação da autoria do livro, passaram a usá-la como responsável por "deméritos" da obra;

7 - Analogias na política: Na Irlanda, os movimentos por independência acabaram sendo comparados à criatura Frankenstein pelos traços do cartunista John Tenniel;

8 - Worstseller: Agora um detalhe curioso: com 200 anos na cola e toda essa repercussão na cultura, Frankenstein sequer figura entre os livros mais vendidos de todos os tempos, perdendo, por exemplo, para O Alquimista, de Paulo Coelho ou o recente Jogos Vorazes, de Suzanne Collins;

9 - Inspiração nos sonhos: Todo mundo meio que já conhece a história de que Shelley estava estimulada a escrever a obra por uma proposta/aposta com Byron e o marido. Contudo, passou por um bloqueio criativo para escrever sua trama da fantasma, e então, após um sonho que teria dado o princípio da obra, ela teria chegado a conclusão de que o que fosse capaz de assustá-la, poderia assustar os outros também;

10 - Primeira Ficção Científica?: Para muitos a obra é considerada a primeira ficção científica, gênero que a própria Shelley continuou escrevendo, mas sem fazer o mesmo sucesso que sua primeira publicação, de quando ela tinha tenros 20 aninhos.

Nenhum comentário