Header Ads

7 Razões porque todo escritor precisa ser um bom leitor

O ótimo blog Homoliteratus abordou o tema neste artigo "a misteriosa geração de escritores que não querem ler", e aqui neste post pretendemos discutir a questão apontando algumas possíveis razões para que na maioria de "dicas" dadas por escritores renomados, vocês sempre encontrarão algo como "leia muito", sugestão que para alguns aspirantes à escrita é vista como desnecessária. Neste post razões porque antes de ser escritor, recomenda-se antes que sejam bons leitores, confira:

1 - O Ser Oco: Antes de assumir o desejo de escrever algo, pressupomos o ter algo a dizer ou narrar, isto todavia demanda refletirmos por que lemos? seja literatura, seja não-ficção. A grande maioria, provavelmente falará da busca de conhecimento, de compreender o mundo, de ter diferentes visões sobre as coisas, enfim tudo aquilo que transforma-nos em leitores. Este tem sido historicamente o método em que transformamos o indivíduo humano, oco em saber, em alguém conteúdo e capacidade de argumentar (tudo bem, pelo menos em teoria). Sim, ainda estamos falando de leitores, e sim, levamos em conta que há maneiras somativas para adquirir conhecimento, mas é aqui que chegamos ao ponto da questão, seja ficção, e ainda mais especificamente não-ficção, ao escritor será exigido ter, mesmo que minimamente algum conteúdo, ou seja, ao autor, mesmo o da obra mais barata - no sentido qualitativo da coisa - se exigirá que não seja oco, até porque pressupomos aqui alguns elementos que levam o indivíduo declarar-se leitor;

2 - O "achamento" de sua voz entre outras vozes: Li autores salientando em suas dicas a necessidade de o aspirante a escritor encontrar sua voz narrativa e seu estilo. Isto também está ligado à nessecidade de leitura, afinal toda obra literária nasce a partir de uma quantidade de outras vozes que influenciariam o autor, isso do mais famoso clássico ao romance bestseller, inalienavelmente, mesmo que você ainda pressuponha a possibilidade de escrever algo sem estar permeado por outras vozes. Aliás, quanto mais ricas as influências, melhores as possibilidades de sua obra encontrar certa relevância;

3 - Conhecimento de mundo: Próximo ao número um desta lista, mas aqui enfatizando de que o conhecimento de mundo é fundamental não apenas para a escrita, quanto para a leitura. Será ele que permitirá uma melhor compreensão de leitura, mas também recursos de escolha sobre o quê escrever;

4 - Referências estéticas: Imagine um desenhista tendo de ilustrar algo que nunca vira? um analista de que elaborar um relatório comparativo sem ter o conhecimento de uma das partes? O mesmo vale para a escrita. O conhecimento humano tem sido uma construção coletiva em que cada coisa feita nos deixa um rasto a seguir (ou romper), mas que independente do que você como autor escolhe fazer, precisará conhecê-los, seja para afirmar, seja para se opor. Isso significa que para quem deseja de fato escrever algo é fundamental a leitura, inclusive com boa diversidade, de modo que se construa seu conhecimento das diferentes possibilidades de estruturas e formas de narrar, até porque há uma grande diferença entre "inovar" em estilo narrativo e simplesmente não saber como estruturar esteticamente seu trabalho, algo com muitos exemplos espalhados por aí;

5 - Localização: O hábito da leitura também funciona a quem aspira escrever como um verdadeiro GPS, pois acredite, mesmo você julgando ter pensado "ter a propriedade da ideia mais original do mundo", basta "ligar o GPS" para que descubras que será preciso aprimorar sua ideia, evoluí-la e encontrar sua respectiva originalidade;

6 - Aprimoramento da escrita: Algo que a leitura colabora com todos os leitores, mas para um candidato a escritor é ainda mais importante é de que quanto maior o volume de leituras, mais esta prática colabora para o desenvolvimento de sua escrita, isto em todos os sentidos, gramaticais ou literários;

7 - Inspiração: A leitura de outras obras pode dar-lhe também "novas inspirações" surgindo a partir delas temas a desenvolver, novas linhas de raciocínio, enfim, toda leitura abre as portas das possibilidades para tantas outras leituras;     

Nenhum comentário