Header Ads

7 Livros de Valter Hugo Mãe para te na estante

Neste post selecionamos 7 livros de um dos autores portugueses contemporâneos mais aclamado dos últimos tempo. Sucesso de público e crítica, Valter Hugo Mãe já levou diversos prêmios literários para casa e cativou muitos leitores. Neste post uma seleção com obras do autor para sua estante, confira:


1 - A Máquina de Fazer Espanhóis: Depois de perder a mulher, o barbeiro António Jorge da Silva passa a viver num lar de idosos. Os quartos da ala direita dão para um jardim onde crianças brincam. Os da esquerda, reservados aos acamados, têm vista para o cemitério. Que alegrias pode a vida oferecer a alguém tão próximo de seguir esse caminho?... + no Submarino

2 - O Filho de Mil Homens: A solidão, para Crisóstomo, é um filho que não se tem. Aos quarenta anos, o pescador decide buscar o que lhe falta. Vai encontrar no jovem Camilo, órfão de uma anã, a chance de preencher a metade vazia, e em Isaura, enjeitada por não ser virgem, a possibilidade de ser mais do que completo... + no Submarino 

3 - Homens Imprudentemente Poéticos: Apresenta os personagens Itaro, o artesão, e Saburo, o oleiro, vizinhos e inimigos num Japão antigo, onde a morte e a ausência de amor servem de pano de fundo para a linguagem lírica do autor que, com sua linguagem única... + no Submarino

4 - O Nosso Reino: Narrado em primeira pessoa pelo pequeno Benjamim, o texto descreve a sua busca para distinguir o bem e o mal em meio à repressão da igreja e aos trágicos acontecimentos que ocorrem a seu redor, quando ele é tido ora como santo, ora como demônio... + no Submarino

5 - A Dezumanização: Mais tarde, também eu arrancarei o coração do peito para o secar como um trapo e usar limpando apenas as coisas mais estúpidas. Passado nos recônditos fiordes islandeses, este romance é a voz de uma menina diferente que nos conta o que sobra depois de perder a irmã gémea. Um livro de profunda delicadeza em que a disciplina da tristeza não impede uma certa redenção e o permanente assombro da beleza... + na Saraiva

6 - O Remorso de Baltazar Serapião: Fruto de uma invenção radical, que combina tempos, ritmos e oralidades arcaicos, primitivos, com um recorte narrativo altamente contemporâneo, o remorso de Baltazar Serapião é daqueles livros excepcionais que parece ter encontrado uma tecla secreta da linguagem, que a dispara e faz florescer de maneira incomparável. Não foi por outra razão que o próprio Saramago, ao lê-lo, afirmou: 'às vezes tive a impressão de assistir a um novo parto da língua portuguesa'... + na saraiva

7 - O Paraíso São os Outros: História que nos conta uma menina que observa como são os casais. Casais de pessoas e casais de animais. Uma menina a quem o amor intriga e fascina. Ao imaginar a vida dos outros, sonha com a sua pessoa desconhecida que um dia há de amar. Pode até ser o Miguel ou não - há tanta gente maravilhosa!.. + na Cultura

Nenhum comentário