Header Ads

10 Considerações sobre Três Chances, de Alexandra Bullen ou como realizar seus desejos

O Blog Listas Literárias leu Três Chances, de Alexandra Bullen publicado pela Galera Record; Neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - Três Chances é tipicamente um romance inspirado e influenciado pelos contos de fadas em que a possibilidade de concretizar seus desejos é o grande mote propulsor da ação, que no caso deste livro, mesmo que não profundamente debaterá a real necessidade da realização de desejos alternativos à nossa realidade;

2 - Para tanto, o livro nos apresenta Hazel, uma garota cheia de problemas cuja identidade é constituída por sua rebeldia, em grande parte causada por problemas familiares e que de alguma forma afeta também suas relações sociais;

3 - É nesse contexto que surgem os vestidos dotados de poderes mágicos, ao melhor estilo da lâmpada de Aladim, possibilitando que a menina, mais do que realizar desejos, observe sua vida sob novas perspectivas;

4 - A partir disso, ela consegue realizar desejos que a levam a distintos tempos, inclusive permitindo entrar no campo da discussão do embate entre alterar ou não o passado de forma que mudasse seu futuro;

5 - Contudo, esse dilema acaba funcionando como incentivo a Hazel para que se faça um verdadeiro balanço de sua vida, numa autoanálise que se permite ser feita com perspectivas mais amplas em que ela é capa de questionar até mesmo seu próprio comportamento, bem como reavaliar atitudes e sentimentos;

6 - Na verdade o romance mostra através dos desejos solicitados, na verdade uma busca por identidade em que essa busca e as descobertas realizadas durante a jornada propiciam um olhar novo, inclusive com a reversão de sentimentos, que às vezes que aquilo que num todo lhe parecia ruim, possuía em suas estruturas elementos significativos de de grande valor;

7 - Entretanto, é preciso dizer que esta é uma obra até bem feita, mas que de alguma forma, pelo menos no meu caso, acabou não conseguindo empolgar e envolver como outras leituras conseguem, ficando a sensação da ausência de algo capaz de instigar a sequência da leitura através de um envolvimento pleno leitora-livro;

8 - Contudo, ainda que não tenha me envolvido muito pela obra, vale destacar que este é um livro interessante para leitores que procuram por tramas de teor dramático mais carregado, especialmente nos casos de sentimentos de perdição e questionamento daquilo que vivemos, pois nesse aspecto a obra nos mostra uma mensagem bastante positiva;

9 - Além disso, cabe ressaltar também que mesmo possuindo o livro elementos essenciais e presentes nos contos de fadas como a magia e a realidade alternativa e ideal, contudo embora haja romance (do tipo amoroso) na obra, ele não será o foco da narrativa, visto que a grande ênfase se dá mesmo na "viagem" espiritual de Hazel, tudo muito focado em seu aprendizado sobre aquilo que desconhecia;

10 - Enfim, Três Chances é uma boa escrita, com uma história de superação, dramas e conflitos que o  engrandecem de alguma forma, e tudo isso vestindo elementos populares dos contos de fadas, mas que porém não acabou envolvendo ou seduzindo totalmente, o que também é algo muito pessoal, visto que, com outro olhar é possível imaginar este trabalho caindo nas graças de muitas leitoras.



Nenhum comentário