10 Escritores mais "Phodas" que Marty McFly e Mãe Dináh juntos




Tudo bem que este post é tipo "Rubens Barrichelo", mas como não se falou noutra coisa essa semana (se você é desse planeta sabe que 21 de outubro 2015 é a data de chegada de McFly ao futuro e sua inscrição na lembrança da cultura pop), resolvi elaborar uma lista com 10 escritores que previram uma porrada de coisas que realmente aconteceram. Esqueça pais de santos ou gurus, se queres mesmo descobrir o futuro vá ler um livro:

1 - Julio Verne: Esse é mito. Provavelmente o escritor que melhor ou mais exitosamente conseguiu observar o futuro. É creditado ao autor uma série de previsões, como a boba atômica, computadores, disseminação dos carros, entre outras... Pra sacramentar, o cara ainda "previu" a ida à lua pelos homens, e não contente, as coordenadas desta partida em sua obra é muito próxima a Cabo Canaveral;


2 - Arthur C. Clarke: Para muitos o autor previu uma série de avanços tecnológicos como Ipad. O próprio autor chegou a declarar que se tivesse patenteado a ideia do satélite em órbita, teria ficado rico;

3 - George Orwell: O mundo em 1948 (ano de publicação de 1984) era bem diferente, as televisões não eram lá uma grande realidade (e ainda eram caras e em preto e branco), ainda assim o autor conseguiu antever onde essa merda toda ia parar, em que o estado consegue controlar tudo pelo uso das tecnologias. Não é absurdo algum observarmos relações do livro com a política da NSA e do Governo Americano;

4 - Douglas Adams: Na conta do autor de O Guia dos Mochileiros das Galáxias se credita algumas previsões como o surgimento do Kindle, do próprio Google, a ideia da Wikipedia, e também os tradutores instantâneos, como o Babelfish;

5 - Ray Bradbury: Em As Crônicas Marcianas já podemos ver a descrição de um aparelho muito semelhante aos tablets de hoje. Em Fahrenheit 451 então, o autor desfila uma série de elementos que poderíamos conceber como previsões, como os caixas eletrônicos em bancos (no livro, robôs), a massificação da identificação biométrica, e até mesmo a utilização de máquinas em atividades policiais como o sabujo mecânico. No entanto suas observações mais interessantes falam da televisão, seu uso em grandes telas nas paredes das casas, bem como a própria televisão portátil;

6 - Monteiro Lobato: Incluo ele aqui porque sua previsão é um tanto mais subjetiva que as demais, no entanto chama a atenção. Com muita discussão sobre o racismo ou não de Lobato, o autor porém, previu a chegada de um negro à Casa Branca, algo que para época certamente demandava muita imaginação;

7 - Isaac Asimov: O autor desfia uma série de antecipações tecnológicas, especialmente no campo das comunicações, no entanto é sempre lembrado por seus robôs e por propor que eles estarão entre nós. Além disso, toda ficção relacionada á robótica não escapa às suas três leis;

8 - Aldous Huxley: Sua obra Admirável Mundo Novo apresenta previsões como a liberação sexual dos anos 60, drogas químicas, clonagem e até mesmo a realidade virtual;

9 - Philip K. Dick: Assim como Asimov, o autor também se dedicou um bocado a robôs e androides, uma realidade que senão tal qual como eles a viram, uma coisa bastante próxima;

10 - H. G. Wells: O autor teria previsto de portas automáticas à bomba atômica, além da questão dos ataques aéreos utilizados na guerra. Também se fala de ter se aproximado da descrição do que hoje é o celular.
10 Escritores mais "Phodas" que Marty McFly e Mãe Dináh juntos 10 Escritores mais "Phodas" que Marty McFly e Mãe Dináh juntos Reviewed by Douglas Eralldo on sexta-feira, outubro 23, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário