10 Considerações sobre Brilhantes, de Marcus Sakey ou porque produzir pesadelos para vender sonhos

Confira a avaliação do Blog Listas Literárias do livro Brilhantes, de Marcus Sakey publicado pela Galera Record; neste post as 10 considerações sobre o livro:

1 - Brilhantes nos apresenta uma trama original, com muita ação e temáticas discutidas sob uma nova perspectiva, num trabalho que embora muito próximo das distopias e da ficção científica me parece muito mais um trabalho de história alternativa ao passo que se passa num tempo contemporâneo, mas a parte de nossa realidade, como se o autor tivesse visitado algum dos universos paralelos possíveis deste nosso mundo;

2 - No entanto, mesmo que o universo construído por Sakey nos pareça uma realidade alternativa, em que a partir dos anos 80 foi dividido entre normais e "anormais", estes últimos humanos superdotados, há muito do nosso mundo real sendo discutido neste trabalho, como terrorismo e politica;

3 - É nesse ambiente que se desenvolve a trama protagonizada por Nick Cooper, agente de um órgão de governo cujos poderes ultrapassa os limites da lei e da ética. A serviço do DAR, Cooper foi moldado como um estereótipo de "agente da lei", obstinado, cruel, eficiente, mas acima de tudo, crendo estar trabalhando para os "mocinhos";

4 - Aliás, será esse dilema entre "o certo e o errado", "os mocinhos e os vilões" que demarcará todas as ações de Cooper, que entre fugas espetaculares, perseguições indiscriminadas, explosões, tiroteios, e uma ou outra pausa para beijos, terá de criar suas próprias conclusões ao passo que passa a observar toda a relação entre "Brilhantes" e normais sob novas e diferentes perspectivas;

5 - Agora, a grande ousadia do livro está em abordar o terrorismo, grande cisma americana, de uma forma um tanto quanto polêmica para padrões norte-americanos ao questionar de certa forma o que é terrorismo e o que é militância ativista, já que o próprio Cooper observará em sua jornada olhares distintos sobre a propaganda vendida pelo governo;

6 - Além disso, num mundo em que o 11 de setembro ainda gera muito debate e algumas teorias conspiratórias acerca da autoria dos ataques, Brilhantes, em seu enredo parece provocar e estimular tais teorias, pois nos mostras que em alguns casos há pessoas dispostas a provocar pesadelos para assim poder vender sonhos, o que fica evidente através de Cooper que acaba se dando conta de ser apenas uma peça no meio de um jogo bem maior;

7 - Portanto, o livro mesmo que uma versão alternativa de nós mesmos, dialogas com questões e situações bastante familiares ao nosso mundo, um lugar em que as diferenças podem provocar guerras, e a política pode ser feita de maneira sombria, e por isso nos colocar num ambiente bastante perigoso, o que faz de Brilhantes esta trama tão movimentada e intensa, cujo ritmo é alucinante, especialmente na parte final do volume;

8 - Outro ponto que podemos destacar de quanto o livro é influenciado pelos momentos sombrios da humanidade, é que não raro são ditas referências à Segunda Guerra Mundial, ou a ataques terroristas que tanto assustam civis;

9 - No entanto, se vale uma ressalva, a mim pareceu que os "Brilhantes" do livro, cujos dons seriam quase sobre-humanos, não são muito diferentes de pessoas de talentos excepcionais, as quais muitas vezes podemos ver em programa do NatGeo. Talvez, os superdotados do livro pudessem ser um pouco mais evoluídos, mas embora esta ressalva, nada que prejudique a dinâmica da obra;

10 - Enfim, Brilhantes é uma narrativa que certamente vai envolver e viciar seus leitores, pois seu universo é muito próximo de nós, e discute questões essenciais para a comunidade global. Além disso, é garantia de adrenalina, com suas cenas impactantes e de tirar o fôlego numa obra que reúne reflexão e muita ação.

 :: + na Saraiva ::




10 Considerações sobre Brilhantes, de Marcus Sakey ou porque produzir pesadelos para vender sonhos 10 Considerações sobre Brilhantes, de Marcus Sakey ou porque produzir pesadelos para vender sonhos Reviewed by Douglas Eralldo on sábado, agosto 01, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário