10 Considerações sobre Mentirosos, ou como as coisas podem dar errado

O Blog Listas Literárias leu as provas de Mentirosos, de E. Lockhart, que será republicado no Brasil pela editora Seguinte, cujo lançamento será no próximo dia 10 de outubro. Nesta lista as 10 considerações sobre o livro:

1 - Mentirosos, de E. Lockhart é um livro que prende seu leitor despretensiosamente, enredando-o numa teia de mistérios cuja narrativa gradualmente parece ir aumentando ao mesmo tempo que expõe criticamente o meio de vida de seus personagens;

2 - Por isso talvez seja possível dizer que é uma escrita engajada onde a autora revela as deturpações do poder, do dinheiro, da tradição, que de certa forma se assemelha a uma prisão para aqueles que ficam aprisionados neste meio (ou ao menos se sentem assim);

3 - Parece o caso de Cadence, cuja grande motivação é nada mais do que estar entre os primos e o namorado Gat durante o verão na suntuosa ilha da sua família Sinclar; No entanto as convenções, o dinheiro e as regras da família surgem como obstáculo à felicidade dos jovens conhecidos como os 4 mentirosos, que não ligam muito para as convenções e disputas dos adultos;

4 - Aliás, é nos jovens do livro (talvez menos em Cadence) que encontramos os melhores exemplos de caráter, a irredutibilidade de suas virtudes e o modo como encaram as coisas;

5 - Agora, o interessante em Mentirosos é que o leitor inicialmente parece estar sendo apresentado a uma história simples, sem grande profundidade; no entanto logo ele começa a se dar conta que há um mistério, que há um coelho na moita, e esse é um suspense que se confirma ao chegar o desfecho do livro. Portanto, ler Mentirosos também é ir coletando pistas durante a narrativa de Cadence, o que nos proporciona um jogo bastante interessante;






















6 - E. Lockhart, em Mentirosos também reforça como as famílias podem se constituir numa unidade a parte de todo o resto do mundo, com suas histórias, com suas desavenças, com seus amores, enfim com tudo aquilo que faz das famílias algo amado e odiado ao mesmo tempo;

7 - O livro também propõe ao leitor uma escolha entre a realidade psicológica ou sobrenatural, mas isso é uma coisa que só mesmo lendo-o para compreender;

8 - Agora nada é mais aparente que a frugalidade advinda da riqueza; as preocupações mesquinhas, inclusive da própria Cadence. Em Mentirosos não há um único personagem que não esteja pensando no seu próprio umbigo, e talvez por isso as piores coisas aconteçam;

9 - Com uma construção inteligente e provocadora, Mentirosos não é uma narrativa fechada, e as porteiras ficam abertas para que o leitor tire suas próprias conclusões, bem como reflita e avalie todos os acontecimentos;

10 - Enfim, Mentirosos, de E. Lockhart é um livro que nos enreda com argúcia e perspicácia com uma trama desenvolvida com maestria, e uma narrativa que não te deixa afastar da leitura. É um livro que mostra como tudo pode dar errado, e nos apresenta uma família que certamente irá marcar as páginas literárias.

:: + na Saraiva ::
























* Por ter sido a leitura das provas, os itens não foram avaliados.
10 Considerações sobre Mentirosos, ou como as coisas podem dar errado 10 Considerações sobre Mentirosos, ou como as coisas podem dar errado Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, setembro 24, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário