7 Livros de Franz Kafka para ter na estante...

Um dos maiores escritores do século XX, o checo Franz Kafka se notabilizou por seu trabalho impactante. Neste post uma seleção com 7 livros do autor para sua estante:

1 - Carta ao Pai: Dificilmente algum filho pôde escrever ao pai carta mais pungente do que esta. Nela o grande escritor realiza um ajuste de contas memorável com o tirano familiar Hermann Kafka... + no Submarino 

2 - O Processo: A história de Josef K. atravessa os anos sem perder nada do seu vigor. Ao contrário, a banalização da violência irracional no século XX acrescentou a ela o fascínio dos romances realistas. Na sua luta para descobrir por que o acusam, por quem é acusado e que lei ampara a acusação, K. defronta permanentemente com a impossibilidade de escolher um caminho que lhe pareça sensato ou lógico, pois o processo de que é vítima segue leis próprias: as leis do arbítrio... + no Submarino

3 - A Metamorfose: Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana... + no Submarino

4 - O Castelo: O agrimensor K. chega a uma aldeia coberta de neve e procura abrigo num albergue perto da ponte. O ambiente sombrio e a recepção ambígua dão o tom do que será o romance. No dia seguinte o herói vê, no pico da colina gelada, o castelo: como um aviso sinistro, bandos de gralhas circulam em torno da torre... + no Submarino

5 - Um Artista da Fome: Este volume apresenta os contos: "Primeira dor", "Uma pequena mulher", "Um artista da fome" e "Josefine, a cantora ou O povo dos ratos", e a novela "Na colônia penal"... + no Submarino

6 - Contos: Homens, há apenas um nesta obra - o homo domesticus - bem judeu e bem alemão -, sequioso de um lugar, mesmo que o mais humilde, numa qualquer Ordem; num universo, num ministério, num asilo de loucos, na prisão. O argumento e o ambiente são o essencial; não as evoluções da fábula nem a penetração psicológica... + no Submarino

7 - Um Médico Rural: Uma das poucas coletâneas que ele publicou em vida. São catorze narrativas que variam bastante em extensão. O vínculo mais imediato entre elas é a convivência do enigma com a escrita clara e da ironia com a expressão lírica. A tradução é do crítico e professor de literatura Modesto Carone.. + no Submarino


7 Livros de Franz Kafka para ter na estante... 7 Livros de Franz Kafka para ter na estante... Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, maio 15, 2014 Rating: 5

2 comentários

  1. Tem um ótimo livro que saiu agora pela editora medita chamado Aforismos de Zürau.

    Passe teu olho por cima. Segue o link Abraços. http://www.editoramedita.com.br/#!traducao/c1eu1

    ResponderExcluir
  2. Às vezes me sinto uma iniciante nesse meio, tentando abarcar os milhões de clássicos que são "obrigatórios" a nós amantes da literatura. Kafka, a meu ver, é leitura essencial. Ele tem uma originalidade estupenda. Dos vários livros acima, infelizmente só li dois: O processo e A metamorfose, já li também O veredicto, que não está na lista, mas se trata também de um conto pequeno, muito bom também, por sinal. A metamorfose, para alguns é um livro sombrio, eu por outro lado, já o vejo com ar cômico. Talvez eu tenha um senso de humor um tanto inconvencional, já que vejo graça no estranho, no mórbido( às vezes). E esse livro, mesmo eu o considerando um tanto engraçado, me fez refletir sobre vários aspectos da vida. Um deles é até aonde vai a compaixão humana? O que nos torna humanos? O personagem principal (Gregor Samsa) abdicou tanto pela sua família, pra suprí-la financeiramente, mas quando se encontrou numa situação difícil, eles não fizeram o mesmo, ou pelo menos não puderam fazer. Tentaram no início agir da melhor maneira, mas mesmo assim foi em vão, pois no final, nem ele mesmo queria se salvar. Acredito que ele queria desde o começo virar um inseto, se fundir à natureza e esquecer a forma humana. Até por que tudo se torna insuportável, a condição humana se torna excruciante. Talvez ali o autor queira aludir ao escapismo do ser humano, do que ele representa, dos papéis sociais que está fadado a cumprir e da incansável rotina.
    Gostei muito de O Processo, e enquanto estava lendo, o livro me tomou de maneira que eu comecei a quase viver o livro, a imaginar que poderia acontecer comigo e nisso eu fui viajando na obra. Fiquei imaginando o que seria a acusação, e é óbvio que ninguém fica sabendo no final. Essa é a brilhante sacada do texto. Ele gera estranheza, pois não tem cabimento alguém ser acusado da noite pro dia e não saber do que se trata.
    O texto é demorado, bastante descritivo e até um pouco cansativo, mas acredito que isso até serviu pra representar como o processo era lento e a burocracia inevitável. E Kafka prova ser atemporal, pois esse livro nada mais é do que uma crítica ao sistema “atual”. Bom, o próximo livro que pretendo ler dele é Carta ao Pai e espero, até o fim de minhas vidas ler sua obra completa e conhecer mais profundamente o seu trabalho, que desde já acho fantástico e único.

    ResponderExcluir