10 Considerações sobre A Garota Silenciosa, ou porque a justiça usa máscaras...

O Blog Listas Literárias leu A Garota Silenciosa, de Tess Gerritsen, publicado pela Editora Record e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 - A Garota Silenciosa, de Tess Gerritsen, é um thriller de alta voltagem conduzindo por um mistério intrigante, cenários urbanos incríveis, e envolvido por mitos que prendem seu leitor do princípio ao final do livro;

2 - A própria autora diz nos agradecimentos (sim, eu leio os agradecimentos) o quanto desta obra contou com aspectos pessoais, especialmente as histórias que sua mãe ouvia enquanto crescia na China. E esta justamente nos elementos da mitologia chinesa, o cenário do bairro Chinatown e suas peculiaridade, uma das principais atrações deste livro;

3 - Com uma investigação que se desdobra em diversas e se interliga com questões do passado, A Garota Silenciosa revela um submundo violento, e também personagens de grande maldade, conforme vamos descobrindo ao longo da investigação da detetive Jane Rizzoli e sua equipe;

4 - O livro ainda entrega ao leitor uma série de revezes, mesmo quando a solução final se apresenta. É uma estória para leitores atentos que conseguem captar certas pistas jogadas ao longo do livro, especialmente no que tange ao caso central que a trama passa a abordar;

5 - Mas acima de tudo, A Garota Silenciosa propõe alguns debates, especialmente sobre a linha fina que separa o certo e o errado quando a busca pela justiça se faz necessário, revelando um embate entre dois pensamentos, um que defende o fato como verdade incontestável; e outra que defendo que às vezes é preciso ignorar certos meios que se utiliza pra chegar à justiça;

6 - Esses dois pontos de vista podem ser vistos nas ações das amigas, Maura Isles, patologista que passa a ser ignorada por policiais, e da própria detetive Rizzoli que sabe que nem sempre os caminhos ortodoxos a levam à justiça;

7 - Para leitores que curtem muita ação, este é um livro que certamente os agradará. Há nele crimes do passado sem solução que retornam à tona, gangster's, serial killer's, e um assassino com ares sobrenaturais carregado na mitologia chinesa que é capaz de decapitar num só golpe de espada;

8 - Com a narrativa dividida entre a terceira pessoa, e a primeira pessoa de Iris Fang que além de colocar o leitor sobre outra ótica, também é responsável por trazer para o livro os maiores detalhes relacionados à milenar cultura chinesa;

9 - No final os pontos se interligam e de certa forma desconstroem a imagem da perfeição, numa clara alusão crítica de que as aparências servem em grande parte para macular comportamentos sombrios e macabros;

10 - Enfim, A Garota Silenciosa, de Tess Gerritsen, é uma excelente opção para os leitores do gênero policial, que além de uma boa investigação buscam também um conteúdo cultural enriquecedor;

:: + na Saraiva ::



10 Considerações sobre A Garota Silenciosa, ou porque a justiça usa máscaras... 10 Considerações sobre A Garota Silenciosa, ou porque a justiça usa máscaras... Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, abril 17, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário