10 Considerações sobre O Olho do Mundo, ou por que há de ser o que a roda tecer...

O Blog Listas Literárias leu O Olho do Mundo, de Robert Jordan, publicado pela editora Intrínseca, e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 – O Olho do Mundo de Robert Jordan é uma viagem fascinante a uma jornada épica que com toda a justiça está entre os melhores livros do gênero, ao lado e no mesmo nível de Tolkien, cuja influência é nítida, e do posterior épico da série A Roda do Tempo, As crônicas do Gelo e do Fogo. Os três reinam sob todos os demais dividindo uma tríplice coroa, constituindo-se como cernes elementais da fantasia épica;

2 – O Olho do Mundo é o primeiro livro de uma série de 14 conhecida como A Roda do Tempo, e já neste primeiro trabalho o leitor se vê diante de uma aventura digna dos grandes heróis, e um universo fascinante composto por personagens que logo nos afeiçoamos;

3 – Assim como o precursor do gênero, Tolkien, em seu livro Robert Jordan consegue expressar o maior número de detalhes possíveis, permitindo com que o leitor possa sentir o vento tocar seu rosto, ou até mesmo se inebriar com os ambientes das dezenas de estalagens ao longo da grande jornada de Rand e os outros do Campo de Emond;

4 – E esse grande nível de detalhe encontra-se tanto na paisagem dando vida a cenários fantásticos, quanto às incríveis criaturas que recheiam o livro, e também nas cenas de ação e combate que consegue descarregar uma grande carga de adrenalina em seu leitor;

5 – Além do mais O Olho do Mundo está completo de magia, poder e força, ingredientes fundamentais aos fãs do gênero, e que além deles permite a agradar ao leitor mais exigente. O Olho do Mundo é uma clássica obra-prima da fantasia;

6 – Soma-se a isso também a grande carga filosófica e de metalinguagem que compõe o desenvolvimento do enredo do livro que de uma forma tradicional apresenta ao leitor o embate entre o bem e o mal, e o constante jogo de escolhas de qual lado se quer escolher ficar;

7 – E além de escolhas, não posso deixar de falar que O Olho do Mundo de uma forma criativa e original versa sobre algo ainda muito misterioso para a humanidade: o destino. Há de ser o que a roda tecer, ainda assim Jordan deixa-nos com uma questão fundamental cuja resposta é tão complicada quanto tantas outras, pois se o padrão se tece ao redor de nós ao mesmo tempo que nós podemos tecer o padrão, fica difícil saber quem influencia quem;

8 – O Olho do Mundo é um livro com 800 páginas, e ainda assim é incapaz de assustar seus leitores, que depois de enfrentar a primeira página com a narrativa cuidadosa e lírica de Jordan não consegue mais fugir deste universo encantador;

9 – Além disso, mesmo em meio a uma série de perigos e tensões, há em certos momentos, mesmo diante do fim dos tempos, a fundamental aparição do humor com cenas que provocam sorrisos no leitor, e preparam-no para as lutas;

10 – Enfim, O Olho do Mundo é uma leitura “obrigatória”, especialmente para os fãs de alta fantasia, lendas, e tempos de heróis. Jordan certamente nos proporciona o que há de melhor neste tipo de literatura, que muito além de uma fantasia, é um romance vigoroso. Épico;



10 Considerações sobre O Olho do Mundo, ou por que há de ser o que a roda tecer... 10 Considerações sobre O Olho do Mundo, ou por que há de ser o que a roda tecer... Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, novembro 14, 2013 Rating: 5

3 comentários

  1. Muito bom ler as 10 consideração sobre esse clássico fantástico. Devo dizer que me entristece saber que um clássico da literatura fantástica desse estar passando despercebido pelos leitores brasileiros.

    ResponderExcluir
  2. Terminei de ler este livro ontem, achei uma ótima preparação pros próximos livros. O bom é que será lançado semestralmente, aí não teremos que esperar tanto pelas continuações. O livro é ótimo.

    www.chatadoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Estou na metade do livro, achei muito bom! Mas não concordo totalmento com o texto do item 9. Não vi coisas engraçadas no livro. Mas ainda assim é um bom livro. Mais fácil de ler que O Senhor dos Anéis e mais difícil do que Rangers- A ordem dos Arqueiros

    ResponderExcluir