10 Fatos Marcantes da Literatura em 2012

O ano está chegando ao fim, e o blog Listas Literárias fez sua seleção com os fatos mais marcantes no mundo dos livros em 2012. Confiram a lista, opinem, discordem, comentem:






É inegável o livro quanto um fenômeno no mercado editorial. Nenhum outro livro vendeu tanto como Cinquenta Tons de Cinza, cujos números impressionantes chegou a representar sozinho, mais que a soma dos demais livros vendidos das principais listas, vendendo os 3 volumes da série mais de 1.000.000 de exemplares em solo brasileiro. Pelos números, certamente Cinquenta Tons de Cinza foi o fato e o livro do ano no mercado editorial brasileiro. 






Embora seu precursor seja Cinquenta Tons de Cinza, é preciso ver o Porn Soft como fenômeno a parte, e que foi em 2012 o gênero mais comentado da literatura, mesmo sendo ainda algo mais recente. Na carona de Cinquenta Tons de Cinza as editoras infestaram as prateleiras de livrarias com livros conhecidos como pornôs para mamães, sendo um dos que também caiu no gosto das leituras, o livro Toda Sua, de Sylvia Day, pela Editora Record.






E depois de uma série de notícias e rumores, acabou sendo na calada da noite a chegada da Amazon no Brasil, onde o Kindle enfim pode ser comprado pelo valor de R$ 299,00. Somada ao lançamento da loja de livros do Google Play, o final deste ano foi marcado pela empolgação com os e-books.






E mais uma vez o principal prêmio literário brasileiro foi marcado por polêmica e discussões. Este ano tudo por causa do "famoso Jurado C", mais tarde sendo revelado ele o crítico literário Rodrigo Gurgel cujas notas zero, dadas por ele a candidatos como Ana Maria Machado, acabaram sendo fundamentais para o resultado final da premiação, que na edição de 2012 acabou sendo dada ao novato Oscar Nakasato pelo livro Nihonjin. 






Paulo Coelho é um dos mais influentes escritores desta geração, e isto ficou bastante evidente em 2012, e bastou um declaração sua criticando o clássico Ulysses, de James Joyce, dizendo que o romance poderia ser reduzido a um tweet, que a frase ganhou as manchetes dos principais meios de comunicação do mundo todo, gerando uma série de colocações sobre a polêmica.






E não é que a galera se esqueceu de um capítulo na diagramação de A Dança dos Dragões, quinto volume da aclamada série As Crônicas do Gelo e do Fogo de George R. . R. Martin. A falha além de certamente ter irritado o departamento editorial, foi a responsável por um recall de cerca de 40.000 livros, provavelmente o único recall de livros do mundo.






2012 marcou o retorno de J. K Rowling ás livrarias, e desta vez longe do mundo fantástico de seu bruxinho Harry Potter, que a tornou a escritora mais bem sucedida do mundo. Houve muita expectativa e curiosidade quanto ao seu novo livro, primeiro romance adulto da autora, que até tem tido boas vendas e já é um bestseller, mas ainda longe de conquistar a crítica como com a série Harry Potter.






Repercutiu em todo o mundo a declaração de Philip Roth, um dos mais importantes autores americanos, de que se aposentou. Seu último livro lançado foi Nêmesis, em 2010.






O Poeta e cronista gaúcho Fabrício Carpinejar é um dos autores mais populares nas redes sociais, o que faz com que suas opiniões se multiplique rapidamente, como no caso de sua carta aberta questionando os valores que seriam pagos ao músico e escritor, Gabriel, o Pensador, pela Feira do Livro de Bento Gonçalves. Depois do manifesto do poeta - Entenda o caso aqui - a notícia repercutiu em todo o Brasil. Recentemente, também em carta aberta Carpinejar criticou uma premiação da Biblioteca Nacional, que premiou Drummond num concurso que deveria incentivar novos autores.






Outra discussão interessante que movimentou a literatura em 2012 foi o debate sobre a literatura tida como comercial, e a literatura erudita. Tudo por causa da seleção da Revista Granta com os 20 Melhores Jovens Escritores Brasileiros. O contra-ataque veio com o lançamento do livro Geração Sub-zero, com a premissa de reunir autores amados pelos fãs, mas congelados pela crítica. 
10 Fatos Marcantes da Literatura em 2012 10 Fatos Marcantes da Literatura em 2012 Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, dezembro 30, 2012 Rating: 5

6 comentários

  1. 50 tons mereceu seu sucesso pois quem de fato LEU O LIVRO E ENTENDEU gostou apesar da autora ter sido meio amadora e nn ter aproveirado melhor o enredo (:
    Eu não li Toda Sua ainda pra comentar ... Da minha coleção do Game Of Thrones eu comprei todos e só estou abrindo conforme anda minha leitura , estou terminando o segundo.
    Do novo livro da Rowling eu não li ainda e não vou ler pois dependendo dessa leitura ela pode deixar de ser minha TOP autora entãaao... Já viu né kk

    ResponderExcluir
  2. Adorei os fatos muito loucos de 2012.. como fiquei meio por fora de alguns assuntos, me atualizei com algumas coisas.. Que 2013 seja mais polêmico e mais interessante, e muito louco tbm =D
    Passando pra te desejar um 2013 super abençoado... que Deus ilumine toda a tua vida e que o blog continue esse sucesso! =D

    ResponderExcluir
  3. Eu li a trilogia 50 tons (de cinza, mais escuros e liberdade), amei, porém decepcionou o 3° livro. O da J.K Rowling estou lendo, comprei pela curiosidade de ler algo dela totalmente desvinculado ao grande sucesso da saga HP.
    Agora o Toda sua ainda vou ler, só não li porque queria dar uma pausa desse estilo porno light rs.

    ResponderExcluir
  4. 50 tons de cinza é um livro horrível. A protagonista tem todos os problemas genéricos de toda mulher. Sem contar que ela fala o nome de uma marca a cada 2 paginas, e o pior é que os capítulos que não tem sexo, a protagonista solta um palavrão desnecessário e do nada. No resumo seria mais uma historinha de uma moça que é comprada por um cara para fazer sexo. O que é de se esperar de algo que saiu de uma fan fic de crepúsculo.

    ResponderExcluir
  5. A trilogia 50 tons e a Crossfire com certeza entraram para a historia da literatura, a Intriseca investiu 700 mil na compra dos direito de 50 tons e já vendeu mais de 2 milhões e meio no Brasil esse gênero ganhou o nosso país.

    ResponderExcluir
  6. 9 - Erro de português: está escrito Bibliotaca (biblioteca) Nacional

    ResponderExcluir