10, dos Principais mordomos da literatura

1 - Andrew Martin: O Homem bicentenário criado por Isaac Asimov foi levado para a casa de Gerald Martin mordomo robô, e então passa a ter laços muito estreitos com os humanos;

2 - Georges : Na prática seria um valete tipicamente inglês, mas as funções são muito semelhantes. Entrou na vida de Hercule Poirot em 1923, e deixando-o pouco antes de sua morte;

3 - John Barrymore: Mordomo na casa dos Baskerville é um homem que notadamente guardava grandes segredos de família;

4 - Edward Henry Masterman: Valete de M. Rachett, misteriosamente morto no Expresso do Oriente, um inglês de rosto inexpressivo e suspeito pelo crime;

5 - João Faz-tudo: O criado de 30 anos cujo apelido ganhara pela tendencia natural de dar um jeito a sair das complicações foi muito útil ao servir o inglês mais inglês de todos, Fíleas Fogg;

6 - Smerdiakov: Em Os Irmãos Karamazov é o assassino de Fyodor Pavlovitch;

7 - Parker: Ninguém sabe ao certo a origem da frase "foi o mordomo", mas Agatha Christie parece brincar com o clichê em O Assassinato de Roger Ackroyd. Parker é mordomo de Ackroyd, e é descoberto que tem um passado criminal, bem como a ocupação perfeita para um assassino

8 - Brunton: O mordomo em O Ritual Musgrave, senão o primeiro, um dos que ajudou a popularizar a culpa do mordomo.

9 - Delbert Grady: O Iluminado, que certamente esta entre as melhores obras de Stephen King, tinha também o seu mordomo;

10 - Poole: É o mordomo do Dr. Jekyll e o único personagem de quem o advogado do Sr. Utterson pode extrair informações sobre seu cliente cada vez mais estranho;
10, dos Principais mordomos da literatura 10, dos Principais mordomos da literatura Reviewed by Douglas Eralldo on segunda-feira, setembro 05, 2011 Rating: 5

Um comentário

  1. Podiam ter evitado o spoiler do livro "Assassinato de Roger Ackroyd"!

    ResponderExcluir