10 Escritoras da geração de Novos Talentos da Literatura Brasileira

1 - Samila Lages: A jovem escritora de Macapá está debutando na literatura com o livro A Lenda de Fausto, que por sinal será lançado no dia 11 de março no Sesc Centro Macapá/AP. Já comentei sobre ela aqui no listas, elogiando seu texto em uma antologia de contos, pois a jovem que define-se como escritora, otome, nerd, e romântica nas horas vagas e proprietária de uma escrita muito singular. Conheça mais a autora aqui.

2 - Georgette Silen: A escritora estreou com o livro Lázarus, pelo selo Novos Talentos, da editora Novo Século, e se destaca por sua militância literária atuando firmemente na difusão dos livros, auxiliando editoras, bem como organizando diversas antologias, dando oportunidade a novos talentos literários. [Mais]

3 - Babi Dewet:  Tem 24 anos, mora no Rio de Janeiro, Blogueira, professora e empresária neurótica nas horas vagas, formada em Cinema, editora de moda do site Loopstyle, leitora assídua e fã de séries de TV. e é autora do livro Sábado à Noite, um livro que tem atraído atenções na internet. [Mais]

4 - Carolina Munhoz: Autora do livro A Fada, é fã confessa de J. K. Rowling e Paulo Coelho e adora o seres fantásticos. Destaca-se sua participação em redes sociais e sua bagagem em viagens que provavelmente lhe inspiram a escrever, e algo me diz que 2011 deve ser uma ano cheio de promessas e novidades para Carolina. [Mais]

5 - A. P. Ribeiro: Escritora Juvenil,taurina pouco romântica e brasileira com orgulho. É viciada em Manga,desenho animado,comedias,e rock. Estreou na literatura com o livro Esmera. [Mais]

6 - Elenir Alves: Amante da cultura, desde cinema, teatro enfim, tudo que envolve à arte. É Publicitária, escritora, e gosta de escrever contos e minicontos de terror e nas horas vagas ainda sai alguma coisa como um poema livre e para variar alguns versos, rs. Organizadora e co-editora do zine TerrorZine – Minicontos de Terror. [Mais]

7 - Janda Montenegro: formada em Letras-Literaturas pela UFRJ e como guia de turismo internacional. Está cursando Pós Graduação em Produção Editorial. É autora de "Antes do 174", e em breve será lançado seu segundo livro, O Íncrivel Mundo do Senhor da Chuva;

8 - Ana Flávia Melo: Escritora carioca descobriu a literatura aos 9 anos, em trechos de livros didáticos, já publicou livros técnicos, mas estreou na literatura de ficção em 2010 com o livro Caixa de Desejos. [Conheça mais]

9 - Kamila Denleski: Autora do livro Estrela Píer, Cresceu em Santo André e escreve desde os oito anos de idade. É apaixonada por livros, chocolate, música e pelo James Dean. [Mais]

10 - Ana Flavia Abreu: Ana Flávia Abreu cresceu lendo romances nacionais. Imaginava cada detalhe narrado pelo escritor. Se transportava para o mundo fictício em que acontecia cada história e se apaixonava por todas elas. Estudou em colégio militar, onde tomou gosto pela grafia. Se formou em Direito mas o amor pela escrita foi maior. Suas melhores inspirações para escrever vieram durante as madrugadas, quase trocando o dia pela noite. Kôra – O Pressentimento do Dragão é sua estreia no mundo fascinante da literatura.


10 Escritoras da geração de Novos Talentos da Literatura Brasileira 10 Escritoras da geração de Novos Talentos da Literatura Brasileira Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, março 09, 2011 Rating: 5

17 comentários

  1. 'Conheço' 3 dessa lista.

    A Samila escreve super bem!! Ja li uns contos dela. O livro ta com uma capa linda e parece ser muito bom!

    A Babí escreve muito bem! As resenhas dela sao ótimas!! Quero muuito ler o livro dela tbm!! ^^

    Tbm tenho vontade de ler o livro da Kamila Denleski.


    Otimo top 10.

    ResponderExcluir
  2. Olá Douglas!
    Muito obrigada pela lembrança tá? Valeu mesmo!
    Bjs
    Georgette Silen

    ResponderExcluir
  3. Argh!
    Meu gosto é refinado, isso daí é tudo lixo.
    E eu pensava que não existiria nada pior do que Crepusculo. Me enganei.

    ResponderExcluir
  4. concordo, tudo lixo, mas umas são até gostosinhas viu kkkk

    ResponderExcluir
  5. galera é o seguinte, aqui os comentários são livres, mas antes de criticar, é bom conhecer mais sobre as autoras...

    Se ser refinado é gostar só do que foi passado, ou vem enlatado de fora, então não sou refinado!

    ResponderExcluir
  6. Não li os livros de nenhuma das pessoas que aí aparecem, por isso posso emitir um comentário pouco fundamentado. Mas o que parece é que a maioria das autoras trata de histórias parecidas com as da Saga Crepúsculo: vampiros, bruxos, demônios, tudo bem ao gosto do mercado editorial e bem ao gosto norte-americano, estrangeiro, por assim dizer. Parece que falta coragem para se superar essa nossa necessidade de reproduzir o que é produzido lá fora tal e qual. Alguns dos textos sugeridos parecem muito distantes dos dramas por que um ser humano, independentemente de ser brasileiro, sentiria,até mesmo os mais jovens. Bom, como sugestão de leitura, deixo o nome da escritora Veronica Stigger. Ela se aventura em romper com o comercial e também em não se distanciar dos dramas inerentes ao ser humano.

    ResponderExcluir
  7. Por sermos jovens em nossa maioria, somos lixo? Por escrevermos fantasia e sobrenatural, somos lixo?
    Por sermos brasileiras e não escrevermos sobre a 'nossa realidade', somos lixo?
    Deixaremos de ser lixo se simplesmente começarmos a escrever sobre Amazônia, Pantanal, Ipanema e Avenida Paulista?
    Não, não tem nem como levar em consideração a opinião dessas duas pessoas que sequer procuraram conhecer nosso trabalho antes de comentar.
    O que é 'refinado'?
    Deixem-me falar por mim, ao menos: Meu livro em nada se assemelha com a saga Crepúsculo. Não é YA, não tem adolescentes, meus demônios são perversos e fazem sexo - inclusive com indivíduos do mesmo sexo.
    Vocês conhecem Queer Fantasy? Informem-se antes de xingar sem motivos. A Lenda de Fausto é um livro adulto que lida com profundas questões morais e religiosas.
    E mesmo se fosse YA, mesmo se fosse com vampiros que brilham, mesmo que fosse com adolescentes, eu não aceitaria 'opiniões' formadas por meros preconceitos.
    Parabéns, moças! Estou feliz em ser citada junto de vocês, e espero que consigamos quebrar paradigmas e preconceitos estabelecidos dentro da literatura nacional!
    Beijos, e obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Samila, e o seu dom com as palavras! Comentário muito bem argumentado!

    ResponderExcluir
  9. Poxa o comentário da Samila daria um conto hauahua... como sempre lidando muito bem com argumentos ;)..

    enfim.. toda forma de cultura é válida..

    Como disse um dos meus Guias, Qualquer pessoa que faça adolescentes de 10 a 13 anos lerem mais de 3 mil páginas de um livro merece ser rica e famosa.. e Isso inclui Crepúsculo ;P...

    ResponderExcluir
  10. Mas porque será que pseudoleitores são tão malas? Mania de querer parecer intelectual... Nunca li nada de vocês, meninas. Mas confio no gosto do Douglas pelo tempo que conheço o site e sei que ele não colocaria aqui se não fosse válido, pelo menos, experimentar. Só pelo comment da Samila, já deu pra ver que o buraco com elas é mais embaixo!

    Parabéns meninas, espero ouvir falar muito de vocês ainda! E, com certeza, ouvirei coisas boas!

    Abraços e beijos!

    ResponderExcluir
  11. Fabricio, acho que é bem por aí, afinal só os tolos se fecham para novas possibilidades, e fazer isto em nada garante uma inteligência superior!

    Muito bom seu comentário!

    ResponderExcluir
  12. Eu conheço a Babi Dewet, ela fez uma fanfic em um site de fanfics de banda, e a fanfic foi um sucesso, dai ela adaptou para livro. :D Muito boa mesmo a fanfic dela.

    ResponderExcluir
  13. Por que primeiro não conhecem as escritoras (uma por uma) pra dpois falar algo??! ai ai...criticar é tão fácil, argumentar é meio complicadinho né?! ^^ E superar?!! Aí dificultei bastante !! oO
    Não julgue sem ler.

    Se alguem quiser me presentear com alguns desses 'lixos' (de qualidade) eu vou ADORAR!!

    Beijinhus ! =.)

    ResponderExcluir
  14. Ah, normal, o que mais aparece na internet são pseudo-intelectuais sem identidade, motivo, argumento e razão...
    Muito obrigada Sheylla, Fabrício, Álisson, e Douglas, por suas palavras amigáveis e pelo bom-sento! E Thais, ainda não li nada da Babi (pois não sou chegada em YA), mas tenho visto muitas críticas bem positivas, sobretudo ao excelente trabalho no blog dela.
    Dessas eu já li contos da Georgette, e gostei bastante! Mas ficarei de olho nos nomes dessas outras também!

    ResponderExcluir
  15. Puxa, a discussão ficou interessante por aqui.
    Bem, minha opinião é uma só: não posso criticar nada sem ler antes, sem ter ciência do que estou folheando, de ter assimilado aquilo que me propus. E admiro quem sabe criticar depois de ter se aventurado pelas páginas de um livro. Agora, criticar sem ao menos conhecer? Como faz? Existe alguma regra ou clube específico que reúna esses seres "iluminados" ou a única regra é: não leia nada e saia falando mal?
    Fico triste mesmo em ver opiniões tão desprovidas de argumentos genuínos feitas por quem não se mostra, por quem se considera melhor e maior que os demais e que, por causa desses "poderes" investidos por uma suposta entidade onipresente,se considera tão capaz de tais atos.
    Cara e coragem galera do Fake, cara e coragem se fazem necessárias, e bons argumentos embasados em leitura se querem realmente serem levados a sério em seus comentários.

    ResponderExcluir
  16. Muito obrigada por ter sido citada na lista! Só vi agora e fiquei emocionada! Fico muito feliz mesmo.
    Meu livro não tem nada de sobrenatural, a pessoa que faz críticas nem se dá ao luxo de primeiro conhecer as autoras e seus livros? Não merece as boas palavras da Samila!
    By the way, estou louca pra conhecer seu trabalho!

    ResponderExcluir
  17. Não conheci essas escritoras mas me pareceu muito interessante. Achei a Paula Pimenta estaria nessa lista rs. Parabéns pelo blog. Beijos

    ResponderExcluir