Header Ads

5 Clichês para se evitar em campanhas de incentivo à leitura

Toda campanha de incentivo à leitura deve ser celebrada, contudo, se observarmos bem, não raro as campanhas de incentivo são recheadas de clichês, o que vai na contramão de uma leitura produtiva e emancipadora, criativa. Por isso hoje vamos jogar lenha na fogueira e discutir cinco clichês de campanhas de incentivo à leitura. Confira:

1 - Ler é uma viagem: A frase como está ou suas tantas variações parece-nos a predileta especialmente em pequenas feiras de livro. Talvez quase toda cidade (das que os realizam) tenha tido um evento em alguma edição com este tema. É bonitinho, mas senso comum demais, pobre demais, desgastado demais. Mas o grande problema em que geral procurar apresentar a leitura apenas com vertente escapista, o que convenhamos, está longe da boa literatura, embora necessitemos também de escapes e eles tenham de existir. Se for fazer uma feira do livro, evite esse termo;

2 - Ler te faz melhor: Outra mensagem recorrente entre nós leitores é de que a leitura nos faz melhores, aliás, vivemos dizendo isso aqui no blog. Mas temos aprendido que uma boa leitura nos faz melhores, não apenas quanto ao que lemos, mas também quanto como lemos. Simplesmente dizer que ler melhora as coisas é relativizar uma questão complexa, afinal, muitas atrocidades na história do mundo estão relacionadas à leituras e interpretações. Agora mesmo em algum lugar do mundo alguém dever estar lendo Mein Kampf e achando o máximo. Ler bem, parece-nos mais eficiente do que apenas ler;

3 - A leitura melhora o mundo: Muito semelhante a questão anterior, nossa história está cheia de exemplos de como a leitura também abre portas perigosas. A inquisição, por exemplo, estava ancorada em leituras, o nazismo... enfim, somos uma espécie que lê, por isso não podemos nos entregar a ufanismos como este, pois como estruturante das sociedades humanas, as leituras nos expõem em nosso melhor, mas também em nossas piores faces, enquanto leitores competentes deveríamos já estarmos antenados nessas nuances;

4 - Ler te fará inteligente: Mais uma vez uma premissa falha e embora não hajam pesquisas nosso conhecimento prévio que assim como há leituras que nos progridem há leituras que nos regridem, não raro uma olhadinha nas listas de mais vendidos poderemos encontram uma parcela de obras que "nem f..." vão agregar inteligência a alguém... Por isso campanhas que usam essa mensagem generalizantes mais jogam contra a boa leitura do que nos levam "ao infinito e além";

5 - O livro é uma aventura: é uma verdade, mas esse clichê é outro usado sem destemor em eventos literários, e, ainda carrega um pouco dessa mensagem enganosa de literatura como coisa escapista ou mesmo sem grande relevância, apenas mais uma aventura sem grandes consequências. A boa leitura - e a má também - está cheia de consequências. O livro é uma aventura, por isso temos de estar preparados para a jornada, que como avida real, tem lá suas armadilhas, hein!

Um comentário:

  1. A de 'ler é uma viagem' é de doer mesmo, mais velha que andar pra frente

    ResponderExcluir