Header Ads

10 Escritoras brasileiras de romances policiais

O maior nome da literatura policial é uma mulher, Agatha Christie, que não só nos apresentou a ótimos romances policiais, mas também os publicou em grande quantidade. No Brasil a literatura policial é bastante peculiar e conta com bons nomes, entre homens e mulheres. Mas neste post entram apenas elas, autoras que a exemplo da rainha do crime escrevem e publicam boa literatura policial no país, confira:

1 - Patricia Melo: É um dos principais nomes da literatura policial brasileira, sem dúvida algum. Sua obra, como a própria literatura brasileira, está construída sobre muita violência. Em 2014 a autora foi agraciada com o Jabuti, por Inferno;

2 - Andrea Killmore: Tudo bem que a identidade permanece em segredo e o nome é bem ambíguo, mas até onde se saiba a autora é uma mulher cuja identidade é mantida sob suspense e que tem sido apresentada como alguém que mudará a literatura policial no país, a partir de sua estreia com Boa Noite Verônica. No blog de sua editora, a Darkside há uma entrevista com a autora, que só amplia alguns mistérios;

3 - Paula Bajer Fernandes: A autora não fica restrita ao gênero policial, mas seu ótimo e satírico Nove Tiros em Chef Lidu é uma das boas leituras nacionais em termos de literatura policial;

4 - Caroline Demantova: Promotora de justiça no Paraná, a autora como leitora voraz e encantada por romances policiais acabou se entregando ao gênero estreando com a publicação de Segredos Obscuros;

5 - Vivianne Geber: Assessora jurídica da Marinha, a autora estreou na literatura com Missão Pré-sal 2025, com um formato próximo ao thriller de espionagem. Em 2015 tivemos a oportunidade de entrevistá-la aqui no blog;

6 - Myriam Campello: Além de escrever romance policial, como tradutora, entre seus trabalhos está traduções para as obras de Georges Simenon, outro grande nome do gênero. Estreou em 1973 com Cerimônia da Noite;

7 - Valéria Leal: Especialista em voz e perita forense, foi durante um curso de fonoaudiologia forense que a autora sentiu nascer a vontade de escrever literatura policial cuja estreia aconteceu com o romance O Crime Por Um Fio;

8 - Andréa Nunes: Outra autora que concilia a atividade de promotora com a da escrita. Em A Corte Infiltrada a autora mescla ficção com fatos reais dos bastidores da justiça brasileira. Estreou na literatura com O Código Numerati que fez sucesso nas plataformas digitais;

9 - Eliene Narducci: Atriz, locutora e escritora, a autora publicou Saracusa.com pelo sugestivo selo da Rocco "elas são de morte";

10 - Patrícia Baikal: A autora, blogueira e graduada em Direito, estreou na literatura policial com Mariposa, uma obra que reúne a investigação policial com a força de relacionamentos intensos.

5 comentários:

  1. Ainda não conhecia algumas, amei o post, ficou muito interessante :D

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei de estar na lista com autoras tão bacanas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que curtiu habitar a lista Paula. Seu livro é bom mesmo e vc mereceu o ingresso. Abcs

      Excluir
  3. Interessante. Eu como idealizadora, coordenadora e uma das autoras da coleção "Elas são de Morte", pela editora Rocco, fiquei feliz de ver uma de minhas autoras, a Eliene Narducci, entre as citadas. A propósito, participo da coleção com o romance " Vende-se Vestido de Noiva".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, não conhecia essa coleção, que apresentou-se a mim na elaboração do post, e como apreciador da literatura policial vou procurar conhecer mais sobre os livros da coleção. Parabéns pela iniciativa.

      Excluir