Header Ads

10 Livros bem misteriosos

No post de hoje selecionamos 10 livros não por pertencerem ao gênero mistério (ainda que deste possam ser), mas que cuja narrativa vai jogando ao longo da narrativa uma série de pulgas atrás das orelhas de seus leitores, até que então, em muitos casos, com grande surpresa, grandes detalhes são revelados. Confira:

1 - E Não Sobrou Nenhum, de Agatha Christie: Uma indicação previsível, ok. Todos os romances de Agatha contém mistérios, assim como toda e boa ficção policial. Só que este é provavelmente o cume dos mistérios, mais do que canônica, uma obra basilar em como construir e elaborar um bom mistério;

2 - Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa: Está certo, nesse mundo de spoilers e adaptações, quase todo mundo sabe o que acontece na obra, contudo não podemos negar que o leitor que chegue a este clássico brasileiro, logo será fisgado pelo mistério envolvendo Riobaldo e Diadorim, principalmente porque a estética de Rosa, baseada muito no modo das estórias vai lançando pequenos suspenses ao longo de sua narrativa, que logo percebe que há algo misterioso no ar;

3 - Mentirosos, de E. Lockhart: A autora possui narrativas bem interessantes, mas esta em especial, após aparente simplicidade, gradualmente vai jogando com a cisma do do leitor até o ponto que surge uma revelação que conforme os ânimos, pode eriçar alguns pelos;

4 - Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?, de Philip K. Dick: Um narrativa distópica permeada de filosofia e que ao fim, como os bons livros, te deixa mais perguntas do que propõe respostas. Um  exemplo é a insolúvel pergunta que dá o título da obra, e também as dúvidas sobre a humanidade de seu protagonista. Tudo aberto em mistérios;

5 -  Tudo e Todas as Coisas, de Nicola Yoon: Você só vai descobrir que tinha um mistério aí, depois de estar muito, mas muito "fulo" com certas revelações finais na obra;

6 - O Pêndulo de Foucault, de Umberto Eco: Uma obra que aborda grandes mistérios da humanidade e que misteriosamente agrada gregos e troianos, academia e leitores meros mortais como nós. Todavia, seu teor misterioso se dá, porque mesmo quando você compreende o todo, estará sempre cismado que deixara algo passar por baixo de sua leitura, alguma mensagem cifrada, etc...

7 - Não Me Abandone Jamais, de Kazuo Ishiguro: Outro romance distópico, este construído pelo suspense gerado pela narrativa escamoteada de sua narradora, de modo que o leitor terá de ir somando pistas para compreender o cenário sombrio a que pertencem suas personagens;

8 - Meia-Noite e Vinte, de Daniel Galera: Marcado por não acontecimentos e não realizações, a obra do autor deixa um gosto de mistério, uma aura de neblina a envolver a narrativa com certa dose de mistérios que perduram após a leitura;

9 - A Menina da Neve, de Eowyn Ivey: Uma obra peculiar em que persiste sua dúvida entre estar no sobrenatural e o insólito, porque a obra ao final não deixará claro essa decisão narrativa, de modo que durante e após a leitura, alguns mistérios instigam seus leitores;

10 - Destino Sombrio, de Luís Dill: A obra é um juvenil de linguagem dotada de mistérios e segredos que criam todo um clima durante a leitura que vale a pena conhecer.

Nenhum comentário