Header Ads

10 Razões para não perder a Privamera Literária Rio 2017

Para fãs das discussões literárias e que não perdem uma programação de grande qualidade, no post de hoje selecionamos 10 motivos para não perder a Primavera Literária Rio 2017 que ocorre no final do mês, confira:

1 - Em novo local: De casa nova, a Primavera Literária Rio 2017 trará para sua edição 2017 uma grande novidade: vai ocupar a histórica Casa França-Brasil, entre os dias 26 a 29 de outubro, com programação cultural e estandes de editoras das 10 às 20h. A casa, hoje um dos mais conceituados museus da cidade, é uma construção dos tempos de D. João VI, projetada pelo arquiteto francês Grandjean de Montigny (1776-1850), e inaugurada em 1820 como a primeira Praça do Comércio do Rio de Janeiro.

2 - Evento consolidado: A Primavera Literária já faz parte do calendário cultural da cidade. É o maior evento das editoras independentes em nosso estado, e contribui não só para a movimentação da atividade econômica representada no mercado editorial como também para a democratização da leitura e a discussão de políticas públicas no campo do Livro e da Leitura. A Primavera Literária, evento itinerante promovido pela Liga Brasileira de Editoras (LIBRE), tem como seu objetivo principal por onde passa a promoção da bibliodiversidade, que é a diversidade cultural aplicada ao mundo dos livros.

3 - Literatura Itinerante: Vale recapitular: no último mês de setembro, entre os dias 14 e 17, a Primavera Literária passou por Belo Horizonte (MG) em uma parceria com o Festival Literário Internacional daquela cidade, ocasião em que promoveu uma alentada programação cultural no Centro de Referência da Juventude. Em 2016, o evento percorreu, além das capitais fluminense e mineira, São Paulo (SP) e Salvador (BA).

4 - A Literatura e a Cidade: Para a edição carioca deste ano, a 17ª Primavera Literária apresentará uma programação repleta de atrações, com um olhar atento para a realidade da cidade, imersa em uma das maiores crises de sua história: além da escalada da violência urbana, não é possível compreender o Rio sem recordar do seu antigo apelido, de “tambor do Brasil”. 

5 - Reflexão em Tempos Estranhos: Na capital, temas nacionais ressoam primeiro, e abordagens sobre o recrudescimento das muitas formas de intolerância em todo o Brasil também serão tematizadas durante a programação cultural. Destaques para as mesas “O Rio e o Rio que queremos”, uma reflexão sobre o momento atual da cidade (sábado, 28/10, às 11h); a ascensão do conservadorismo em “O conservadorismo e o retrocesso nos dias de hoje” (Domingo, 29/10, às 16h) e “A crise política e o poder no Brasil” (Sábado, 28/10, às 16h). 

6 - Espaço para Todos: Também estão programadas mesas que debaterão temas estratégicos do mercado editorial, como “Edição e autopublicação” (sexta-feira, 27/10, às 16h). A mesa “Posto, logo existo: literatura em tempos de redes sociais” (domingo, 29/10, às 18h), analisará a interface entre as tecnologias analógicas e digitais, realidade em que cada vez mais são observadas correlações onde o digital assimila o analógico, e não apenas vice-versa. 

7 - A Literatura e as Crianças: As crianças também serão contempladas com uma programação específica, oferecida pelo Clube de Leitura Quindim (em sua estreia na Primavera Literária), clube de assinaturas de livros infantis que mantém, entre os selecionadores de suas obras conveniadas, personalidades do quilate de Ziraldo, Adriana Calcanhotto e Marina Colasanti. O Espaço Infantil Clube Quindim trará para a Casa França-Brasil uma programação rica em espetáculos, oficinas e contação de histórias e um espaço especialmente projetado para a recreação da criançada ao longo dos quatro dias de evento. 

8 - Livros e Paladar: A Primavera Literária sempre prestigia, Brasil afora, a atividade culinária. Depois de um ano de sucesso com o conceito de bike food, em 2016, é a vez de pensar o papel da gastronomia da teoria à prática: contemplada na programação do evento, com a mesa “Toda comida tem uma história” (sábado, 28/10, às 18h), a gastronomia terá outro ponto alto na instalação de um espaço gourmet no pátio externo da Casa França-Brasil, destinado ao atendimento do público com sabores requintados. O espaço gourmet ficará próximo ao monumento a Grandjean de Montigny. 

9 - Todo Mundo Ama Poesia: A poesia musicada, por sinal, também será contemplada na programação da Primavera Literária na mesa “Poesia e Música: as experiências de três poetas na música brasileira” (sábado, 28/10, 14h), onde no percurso dos versos literários para as letras de canções, Bruno Levinson, Mauro Santa Cecília e Rinaldi, três letristas consagrados na MPB, contarão as interações entre as muitas formas de expressão artística contidas nessa relação criativa. 

10 - Programação Rica e na Faixa: A Primavera Literária Rio 2017 tem programação cultural gratuita e conta com os apoios institucionais da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e da Casa França-Brasil e com as seguintes parcerias: Bibliomundi, plataforma de autopublicação e distribuição de livros digitais; Meta Solutions, uma empresa de tecnologia com soluções para o mercado editorial; do Clube de Leitura Quindim e da plataforma de metadados Metabooks.

Nenhum comentário