Header Ads

10 Razões para ler Stephen King sem preconceitos

Fizemos ontem este post para comemorar o aniversário de 70 anos de Stephen King, e hoje voltamos a falar do autor, mas para listarmos razões da leitura de King, um autor há muito amado pelos fãs e cada vez mais respeitado por críticos. Confira:

1 - Prolífico: O autor é uma verdadeira máquina de criar e escrever histórias, e a grande parte delas tornaram-se clássicos da literatura de horror construindo uma grande diversidade de narrativas e personagens que só fazem aumentar o número de seus leitores;

2 - Grandes personagens: Nesse universo prolífico de obras ao longo de sua carreira Stephen King criou uma gama de personagens icônicos da cultura popular, que para além de qualquer entretenimento carregam também profundidade psicológica e complexidades dignas e condizentes a grandes obras literárias;

3 - Literalidade: King neste período conseguiu construir sua identidade literária de maneira única e plenamente autoral de modo que sua prosa está impregnada de literalidade numa narrativa que funciona tanto como entretenimento, mas também como artefato literário alcançado pela complexidade que consegue pôr em suas tramas e personagens;

4 - Uma voz específica: Nessa construção, provavelmente o que mais marca na obra do autor, mais do que seus monstros e criaturas, seja a capacidade única de dar voz e vida a um tipo social que caracteriza sua obra: o/a sujeito/a médio americano. Independente dos traumas e medos, cada obra do autor é capaz de redimensionar a vida mundana, média e bucólica dos Estados Unidos de modo que raros autores são capazes de fazer;

5 - Reflexão: Embora por muito tempo leitoras críticos tenham torcido o nariz para o autor, essa cisma é coisa que vem diminuindo, porque em parte se é possível perceber que ao abordar tipos específicos e com a qualidade estética de suas obras, os livros de King conseguem como tantas grandes obras literárias abrir pontos de reflexões, o que é essencial para os grandes livros;

6 - Potencial crítico: Também não podemos perder o horizonte de que há sim na obra do autor criticidade ao ambiente social, que mesmo que muitas vezes ele penda para o determinismo, não significa menor propriedade nesse viés crítico, pois o autor justamente desvela e desnuda uma ambiente e seus comportamentos de tal modo que o leitor é posto diante de uma série de incongruências humanas;

7 - A vida é uma janela fosca: Uma das características das grandes obras literárias é justamente a capacidade do tratamento fosco de seus olhares ao comportamento humano, algo que vemos nas obras de King. Não se pode olhar aos protagonistas construídos pelo autor que não pela opacidade de suas condutas, pela dubiedade de seus dramas, etc

8 - O poder do horror: Depois de Poe, Stephen King é provavelmente um dos mais exitosos autores em captar pelo horror a essência de nossos medos e ainda ressignificar a existência por aquilo que nos assombra. Na verdade, no caso das obras de King o horror é o elemento usado para transformar existências medíocres em uma grande aventura, a construir uma existência, e nem sempre é um processo simples;

9 - Múltiplas portas: Por tudo dito aqui, uma das grandes vantagens na leitura do autor é que sua obra permite ao leitor múltiplas entradas da leitura, seja para simplesmente entreter-se em suas narrativas, ou mesmo para que procura por elementos além do não-dito que infestam as obras de King;

10 - Relação com a sociedade:  Uns mais, outros menos, mas toda a obra de King pode ser lida de forma a acompanharmos os movimentos sociais destas últimas décadas que são refletidos e trabalhados direta ou indiretamente pelos romances do autor, de modo que esse pode ser mais um dos campos de interesses por quem acompanha Stephen King.

Nenhum comentário