Header Ads

10 Considerações sobre Príncipe Partido, de Erin Watt ou porque tudo pode mudar

O Blog Listas Literárias leu Príncipe Partido, de Erin Watt publicado pela editora Essência; neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - Príncipe Partido é a sequência de The Royals, série que inicia com Princesa de Papel e narra a história conturba de cheia de reviravoltas de Reed e Ella, premissa que vale mais do que nunca para esta continuação;

2 - E o segundo volume da série começa com a narração de Reed sobre o mal-entendido de sua suposta traição explicando os acontecimentos responsáveis pelos altos e baixos da trama enquanto ele luta pelo perdão dela;

3 - Nesta sequência, temos em contraste com o primeiro, a ampliação dos dramas existentes e o surgimento de novos tensionamentos como gravidezes inesperadas, as divergências familiares, etc;

4 - Além disto, a esta altura já estamos ambientadas ao ambiente conturbado da família Royals com seus tradicionais segredos, desavenças e condutas particulares a eles;

5 - Aliás, este é um livro que nos prende do princípio ao fim, e especialmente para leitoras que gostem de revelações inesperadas, o final do romance irá trazer uma novidade que além de nos atiçar pela continuação acabará mudando muita coisas do que sabíamos ou pensávamos trazendo para trama uma personagem mais do que inesperada e que virará tudo de cabeça para o ar;

6 - Mas não só de "chegadas" serão feitas as surpresas do livro, bem como "partidas" que surpreendem as leitoras e ampliam a dramaticidade da narrativa;

7 - Vale dizer ainda, que nesta continuação, Ella já está mais adaptada ao universo hostil da família, sendo inclusive fundamental para as mudanças ocorridas no âmbito familiar de modo que ela já esta integrada aos Royals de maneira indissolúvel;

8 - As mudanças também podem ser percebidas em Reed, pois por meio de sua narração podemos perceber os sentimentos que o atormentam, como a culpa e a própria autoconfiança que é um tando abalada no garoto;

9 - Com isso, esta é uma narrativa que te faz você rir, amar e odiar suas personagens numa mesma história, e para quem curtiu o início da série é leitura imperdível;

10 - Enfim, Príncipe Partido mantém a pegada de Princesa de Papel, numa leitura maravilhosa que nos permite ótimos momentos de diversão e entretenimento.



 

Nenhum comentário