Header Ads

10 Melhores escritores distópicos de todos os tempos

Temos falado bastante em distopias aqui no blog (em parte culpa dos estudos e das leituras para este curso que estou ministrando), e hoje listamos os melhores autores distópicos de todos os tempos (ou enquanto durar esta lista), confira:

1 - Aldous Huxley: Dentre os presentes nesta lista é talvez quem mais vá colocar em xeque o conceito de utopia, pois seu Admirável Mundo Novo vai além da política e apresenta uma sociedade altamente impactada, afetada e manipulada pelas próprias tecnologias que inventa. Mais do que um sistema política o que o autor questiona é a própria "felicidade plena";

2 - George Orwell: É difícil estabelecer quem tem maior relevância no gênero, pois o escritor inglês dedicou grande parte de sua carreira a combater o totalitarismo, fosse por meio de seus artigos, fosse por suas duas principais obras, A Revolução dos Bichos e, obviamente o sempre presente, 1984;

3 - Philip K. Dick: O autor é de certa forma relegado pois circula quase que praticamente entre fãs de ficção científica, entretanto suas obras influenciam diversas gerações, especialmente a partir de adaptações de seus contos para o cinema. Além de seus contos, Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? que deu origem ao filme Blade Runner, o Caçador de Androides  é uma de suas referências e que pontuam fortes entre obras de natureza distópica;

4 - Yevgeny Zamyatin: Embora de pouca produção, a sua obra que ficou para o grande público é considerada uma das primeiras e mais importantes distopias do Século XX, o romance Nós, que teria causado, inclusive grande influência em Orwell e Huxley;

5 - Ignácio de Loyola Brandão: O Brasil tem também nome de peso nas narrativas distópicas. Brandão consegue em seu trabalho discutir questões políticas e ambientais, mas é em Não Verás País Nenhum, de 1981 que o autor constrói um dos mais aterradores cenários distópicos numa país tomado pela corrupção e pela violência;

6 - Arthur Koestler: O escritor húngaro também construiu a partir de seu olhar distópico uma bibliografia interessante cuja obra mais conhecida e influente é O Zero eo Infinito que influenciou muitos autores;

7 - Ray Bradbury: Fahrenheit 451 está sempre listada na principal trilogia do gênero junto a 1984 e Admirável Mundo Novo mas além deste trabalho os contos do autor trazem uma ficção científica de olhar bastante distópico como seu Crônicas Marcianas em que o sentimento distópico emana das personagens;

8 - H. G. Wells: Muitos dos trabalhos do autor são considerados distópicos, entre contos e especialmente uma de suas principais obras, A Máquina do Tempo que nos avança para um futuro apocalíptico;

9 - Anthony Burgess: De caráter distópico ainda que com suas peculiaridades, seu romance Laranja Mecânica geralmente o incluem no time de Orwell, Bradbury e Huxley;

10 - William Gibson: Com sua trilogia Sprawl que começa com Neuromancer o autor consolida-se com principal nome do cyberpunk, com obras distópicas a iniciam as discussões relativas as influências do ciberespaço em nossas vidas, além de ter dado vida à matrix.

 

Nenhum comentário