10 Considerações sobre Como Tatuagem, de Walter Tierno ou porque superação é fundamental

O blog Listas Literárias leu Como Tatuagem, de Walter Tierno publicado pela editora Verus; neste post as 10 considerações da Gi sobre o livro, confira:

1 - Desgraça pouca é bobagem no romance Como Tatuagem, de Walter Tierno em que o autor não tem receio algum de matar seus personagens numa trama carregada de drama, sofrimento, mas ao final e acima de tudo, superação numa bela história capaz de nos envolver e nos agradar;

2 - No livro acompanhamos por meio de uma narrativa compartilhada as histórias de Artur e Lúcia, ambos com vivências trágicas e problemáticas que constituem suas identidades semelhantes ao mesmo tempo distintas ao passo que cada um reage de forma diferente aos seus dramas pessoais;

3 - Lúcia traz para a pauta e o debate as consequências do vitiligo, doença de pele da qual sofre e pela qual desde jovem obrigou-a a lidar com diferentes preconceitos, que somados às suas perdas e dramas tensionam ainda mais sua vida, as que contudo, pela forma positivista com qual ela vive, acabam sendo superadas;

4 - Já Artur em certo sentido é o oposto de Lúcia pois tende a lidar mal com seus dramas, talvez em parte porque ele teve de acostumar-se com uma série de novas situações e tragédias, visto que por um bom tempo ele fora um esportista ativo, cheio de mulheres e amigos até sofrer um acidente que lhe amputou as pernas obrigando-o a observar o mundo sob uma nova perspectiva;

5 - É portanto esses dois passados distintos que irão basear a relação que surge entre os dois a partir do momento que a decidida Lúcia passa a trabalhar como fisioterapeuta de Artur unindo suas vidas pelas semelhanças e pelas distinções que os colocam junto nesta mesma narrativa;

6 - Nisso dá-se então o envolvimento entre eles e o começar de uma história compartilhada baseada na mensagem da superação e na coragem para enfrentar os desafios da vida real, que no caso dos dois, portanto é uma verdadeira coleção de desgraças porque tudo de ruim que tiver de acontecer, com certeza estará relacionado aos dois;

7 - Além disso, o livro com sua escrita de qualidade consegue abordar e refletir sobre uma grande variedade de temas que acima das doenças ou restrições físicas revelam a necessidade de lidar e se reencontrar superando grandes perdas e que mais importante de tudo é justamente seguir em frente;

8 - Ainda que carregado de dramas, a grande conquista da narrativa é justamente não afastar o leitor mesmo com tanta densidade e tensão e que acaba nos mostrando de alguma forma como às vezes a vida pode ser cruel, algo que mexe com nossos sentimentos e que ao final nos mantem na torcida para que tudo dê certo para os protagonistas;

9 - Para ir finalizando, se tivéssemos que apontar algo negativo, apenas mesmo o fato que o autor poderia ter matado menos personagens além de algumas abreviações que não curti. Além disso, ainda que original, em certos momentos o hábito de Lúcia de transformar qualquer palavra em verbo (e conjugar) pareceu um tanto exagerado;

10 - Enfim, Como Tatuagem é muito boa leitura, original e com uma bela história que nos é narrada de forma eficiente e qualificada trazendo-nos belas e importantes reflexões com sua leitura. Um belo romance nacional, com certeza. 


10 Considerações sobre Como Tatuagem, de Walter Tierno ou porque superação é fundamental 10 Considerações sobre Como Tatuagem, de Walter Tierno ou porque superação é fundamental Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, outubro 18, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário