10 Grandes tradutores brasileiros

Hoje o Listas Literárias selecionou 10 importantes nomes da tradução brasileira, do passado e do presente, responsáveis por trazer para os leitores brasileiros livros de sucesso por estas paradas, confira então esta seleção com nomes que não estão na capa, mas são tão importante quanto seus autores, possibilitando a leitores brasileiros o acesso a grandes e exitosas obras literárias:

1 - Paulo Mendes Campos: Certamente um dos mais importantes (senão o mais importante) tradutores brasileiros, tendo traduzidos autores como Julio Verne, Oscar Wilde, T. S. Eliot, James Joyce, Charles Dickens, C. S. Lewis, etc...

2 - Haroldo de Campos: Tradutor, poeta, crítico e professor universitário tem entre suas traduções autores como Goethe, Homero e Dante...

3 - Edmo Suassuna: Tradutor bastante prolífico do atual mercado editorial, entre suas obras se destacam traduções de obras infanto-juvenis como a série Sr. Ardiloso Cortês e Invasão do Mundo da Superfície;

4 - Augusto de Campos: Poeta e ensaísta, também está entre os principais tradutores brasileiros tendo traduzido obras de autores como James Joyce, E. E. Cummings, Ezra Pound, etc...

5 - Christian Schwartz: Um dos principais nomes da nova geração de tradutores brasileiros, tem em seu currículo a tradução de importantes autores contemporâneos como Nick Hornby e Jeffrey Eugenides, entre outros nomes como Philip Roth e F. Scott Fitzgerald...

6 -  Raquel Zampil: A tradutora brasileira também se destaca por ser a responsável pela tradução de obras de autores de grande sucesso de público no Brasil como John Green, Cressida Cowell, Collen Houck, entre outros, e também da série bestseller de Rick Riordan, Percy Jackson;

7 - Alves Calado: Outro tradutor contemporâneo responsável pela tradução de importantes nomes como Bernard Cornwell, Eoin Colfer, Thomas Harris, etc... Pela Record é também o tradutor de O Diário de Anne Frank;

8 - Ana Ban: Outra jovem prolífica tradutora brasileira tem um currículo com centena de traduções, que de certa forma se destaca por traduzir obra de autoras, como Meg Cabot, Helen Fielding, Richelle Mead, e também Virginia Woolf, entre outras...

9 - Andre Czarnobai: Tradutor da Companhia das Letras, entre outras obras é responsável pela tradução dos livros de Lemony Snicket e E. Lockhart;

10 - Daniel Pellizzari: Outro importante nome da tradução brasileira vertendo para o português nomes como Neil Gaiman, David Foster Wallace, William S. Burrougs, entre outros.
10 Grandes tradutores brasileiros 10 Grandes tradutores brasileiros Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, setembro 29, 2015 Rating: 5

3 comentários

  1. Faltou o Caetano Galindo, que traduziu duas "pedradas": Ulysses (Joyce) e Graça Infinita (David Foster Wallace).

    ResponderExcluir
  2. Imperdoável não incluir o tradutor paulo Rónai!
    Obras principais[editar | editar código-fonte]
    Traduções para a língua portuguesa[editar | editar código-fonte]
    Mar de histórias: antologia do conto mundial, com Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (1945), projeto que durou 44 anos.
    Os Meninos da Rua Paulo (1952), Editora Saraiva
    Antologia do Conto Húngaro - tradução de contos magiares publicado em 1957, com prefácio de seu amigo João Guimarães Rosa
    Servidão e grandeza militares, de Alfred de Vigny, reedição de 1975, da Biblioteca Editora do Exército (Brasil).
    Traduções para outras línguas[editar | editar código-fonte]
    Memórias de um sargento de milícias (1944), de Manuel Antonio de Almeida, para o francês.
    Mensagem do Brasil: poetas brasileiros contemporâneos – tradução do português para o húngaro (1939)
    Organização[editar | editar código-fonte]
    Seleta de João Guimarães Rosa (1973)
    A Comédia Humana, de Honoré de Balzac - projeto da Editora Globo de Porto Alegre, visando a tradução dos 89 livros da Comédia Humana, com a participação de 14 tradutores, e Rónai os coordenou e escreveu os prefácios. O projeto, composto por 17 volumes, com a primeira publicação em 1945, levou dez anos para ser concluído[3]
    Obras próprias[editar | editar código-fonte]
    Escola de tradutores (1952)
    Gramática completa do francês (1969)
    A tradução vivida (1981)
    Como aprendi o português e outras aventuras (1956)
    Não perca o seu latim (1980)
    Dicionário francês-português (1980)
    Gradus primus (1943)
    Gradus secundus (1986)
    Prêmios[editar | editar código-fonte]
    Prêmio Internacional C. B. Nathorst (1981) - fit;
    Título de primeiro sócio benemérito - Abrates;
    Prêmio da Ordem de Rio Branco - governo brasileiro;
    Prêmio da Palmes Académiques e Ordre National du Mérite - governo francês;
    Prêmio da Ordem da Estrela com Coroa de Ouro - governo húngaro;
    Prêmio Sílvio Romero - Academia Brasileira de Letras;
    Prêmio Machado de Assis - Academia Brasileira de Letras.

    ResponderExcluir
  3. Qual foi o critério para essa lista?
    Acho que Mario Quintana, por exemplo, deveria estar no topo dessa lista, ja que traduziu obras de Virginia Woolf, Marcel Proust, Guy de Maupassant, Balzac, Charles Morgan....


    ResponderExcluir