10 Considerações sobre A Aposta, de Vanessa Bosso ou porque desafios são provocantes

Tem Resenha da Patroa hoje no Listas Literárias, e a Gi publica suas 10 considerações sobre A Aposta, de Vanessa Bosso publicado pela Novas Páginas da editora Novo Conceito, confira:

1 - A Aposta é um livro bastante divertido, jovem e com uma narrativa de linguagem jovial e próxima da oralidade que consegue nos envolver em sua leitura;

2 - Com o objetivo de ser direcionado ao público jovem o livro é ambientado numa escola de ensino médio de alto padrão e adolescentes pertencentes à classe média imbuídos por um contínuo clima de desafio que se verbaliza por meio das várias apostas e competições que criam como forma de estabelecer espaços e lideranças;

3 - Justamente por isso o livro acaba penetrando por assuntos de interesse deste público numa época de hormônios à flor da pele, o que obviamente impulsiona paixões, além é claro de por ser uma etapa importante de formação estabelece disputas e enfrentamento entre personagens que precisam se afirmar um para os outros;

4 - No entanto, cumpre-se dizer que embora com este direcionamento inicial de público, a leitura do livro é atraente independentemente da idade de quem o lê, pois trata-se de uma trama universal e que discute temas atemporais dos jovens de hoje, mas também dos de ontem, e provavelmente dos de amanhã;

5 - Por causa desta ambientação no universo escolar, já próximo da formatura no ensino médio, além das intrigas menores que vão compondo a obra não se pode negar a proximidade do trabalho com o universo retratado nos cinemas através de filmes como os "besteiróis americanos", só que aqui nesta trama de Vanessa Bosso, tendo com cenário o Brasil e os jovens brasileiros numa narrativa que tem lá suas similaridades com o estilo citado;

6 - Isso tem justificativa justamente porque a diversão e o humor contidos no livro se dão de forma muito semelhante através das consequências e ações destes jovens, todos cheios de vitalidade, curiosidade e desafios que os colocam em diferentes situações, como nos desencontros e erros que ocorrem a partir de suas apostas;

7 - Um detalhe que me chamou a atenção, e em algum momentos até incomoda um pouco é o alto grau de intrusão da narradora em sua narrativa. Não raro está narração em terceira pessoa emite opiniões e até mesmo pitacos sobre um ou outro assunto. Se por um lado às vezes a autora exagera neste artifício, por outro entendo que é uma tentativa de tornar a narradora íntima de quem lê o livro;

8 - Portanto, temos no livro algo bastante dinâmico e em uma leitura que se faz de forma bastante voraz, já que ao envolver-nos na leitura, quando percebemos, a obra chegou ao seu final;

9 - Além disso, quanto ao romance em si, o livro além do entretenimento e da diversão certamente agradará leitoras que também são adeptas do final feliz, e assim além do ritmo, o conjunto total da obra consegue ser algo leve, um tipo de leitura que muitas vezes nos é necessária para recarregar as pilhas de nossos dias sobrecarregados;

10 - Enfim, Leveza, diversão e risadas é o que provavelmente esperam pelas leitoras desta obra, uma narrativa descompromissada, numa linguagem bastante acessível em uma trama que pode nos satisfazer pelo simples fato de ler algo atrativo e sem quaisquer obrigações.




10 Considerações sobre A Aposta, de Vanessa Bosso ou porque desafios são provocantes 10 Considerações sobre A Aposta, de Vanessa Bosso ou porque desafios são provocantes Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, setembro 17, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário