Header Ads

10 Jovens suicidas da literatura

Climão no Listas Literárias. Na pauta de hoje o suicídio entre jovens, algo ainda perturbador, e que não raro é abordado na literatura. Na lista de hoje uma seleção com 10 jovens suicidas da literatura, confira (cuidado, esta lista é cheia de spoilers, leia-a se quiser, mas não reclame)

1 - Romeu e Julieta: Esta lista não poderia começar de outra forma que não com este casal que diante da possibilidade do amor e uma fracassada tentativa de libertação, acabam suicidando-se conjuntamente, no que é certamente o suicídio mais famoso de todos os tempos;

2 - Charlotte: No contundente, Em Busca de Uma Estrela, de Jamie Ford a jovem interna de um orfanato protagoniza um impactante suicídio ao enforcar-se em seu quarto. Diante o inevitável regresso a viver com o pai, a garota prefere a forca, chocando seu amigo William e todos no orfanato;

3 - Amelia Baron: A garota (aparentemente) suicida-se jogando-se do alto do prédio da escola. O ato cercado por suspeitas e segredos leva sua mãe a uma investigação que se torna uma verdadeira reconstrução da imagem da filha, fazendo descobertas desconcertantes sobre a garota;

4 - May: A personagem de Cartas de Amor aos Mortos é vista sob a idealização de uma irmã mais jovem que acaba acompanhando a degradação total da garota até o dia que ele se joga de cima de uma ponte;

5 - Irmãs Lisbon: Certamente um dos romances contemporâneos mais impactantes, As Virgens Suicidas, de Jeffrey Eugenides nos apresenta uma sequência de suicídios que começam quando a jovem Cecilia Lisbon joga-se da janela. A partir disso a dissolução da estrutura familiar e a ação firme de uma mãe conservadora diante um pai omisso levam ao suicídio coletivo das irmãs;

6 - Hayden:  Aqui o suicídio tem como catalisador a dificuldade de lidar com o bullyng. O jovem mata-se ingerindo remédios e vodca, e antes deixa uma playlist ao amigo Sam, esperando que com isso seu ato fosse compreendido;

7 - Meg: No recente lançamento de Gayle Forman, temos aqui uma jovem cuja vida parece seguir em ordem, com um futuro promissor e muitas expectativas. No entanto Meg isola-se num quarto de hotel onde se suicida com veneno. No livro, há ainda uma discussão relevante sobre suicidas que merece mais atenção;

8 - Ryan: Em Sr. Daniels o rapaz sofre com questões relacionadas a sua sexualidade e a aceitação da família. Desesperado encerra a própria vida atirando o carro contra uma árvore;

9 - Werther: Outro suicídio clássico da literatura é o deste jovem construído por Goethe numa obra considera um dos marcos do romantismo. Numa narrativa gradual que leva ao desfecho trágico o rapaz suicida-se com um tiro;

10 - Suicidas brasileiros: Já em sua estréia na literatura, Raphael Montes chamou a atenção com seu livro Suicidas em que 9 jovens trancam-se num quarto para uma roleta-russa mortal que se torna um suicídio coletivo que choca e precisa ser compreendido.

8 comentários:

  1. Faltou o Finch nessa lista de "Por lugares incríveis"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Ele é perfeito, e, infelizmente, se foi. Nunca chorei tanto em um livro!

      Excluir
    2. Concordo! Ele é perfeito, e, infelizmente, se foi. Nunca chorei tanto em um livro!

      Excluir
    3. Vdd amo o Finch, ai tipo aqle final... chorei pakas

      Excluir
    4. Vdd amo o Finch, ai tipo aqle final... chorei pakas

      Excluir
    5. Quando li, chorei um capitulo inteiro.

      Excluir
    6. Quando li, chorei um capitulo inteiro.

      Excluir
  2. Eu comecei a chorar quando li o último capítulo escrito por Finch com apenas algumas palavras: "Eu. Estou. Quebrado!" Chorei tanto que fiquei desidratada, amo o Finch!
    💖💖

    ResponderExcluir