10 Melhores romances brasileiros do ano

Esta semana a Câmara Brasileira do Livro divulgou os 10 finalistas a romance no Prêmio Jabuti; Confira os finalistas que para a CBL são os 10 melhores do ano. (*ordem aleatória pois ainda não foi divulgado o melhor romance do ano):

1 - A Maçã Envenenada, de Michel Laub: Em 1993, o grupo norte-americano Nirvana fez uma única e célebre apresentação no estádio do Morumbi, em São Paulo. Um estudante de dezoito anos, guitarrista de uma banda de rock e cumprindo o serviço militar em Porto Alegre, precisa decidir se foge do quartel - o que o levaria à prisão - para assistir ao show ao lado da primeira namorada... + no Submarino

2 - Deserto, de Luizs S. Krausz: Na década de 1970, um grupo de adolescentes brasileiros vai a Israel para ajudar na colheita de frutas cítricas e aprender a história do país. Eles dispõem de alguns dias de folga, mas estão proibidos de viajar à Europa, onde um judeu ingênuo poderia ceder às tentações burguesas e se desviar do caminho do sionismo.

3 - Esquilos de Pavlov, de Laura Erber: Ciprian Momolescu é um jovem romeno que vive de bolsas artísticas em peregrinação pela Europa na companhia do gato Li Po. Enquanto narra a sua história, Ciprian redesenha os mitos familiares deixados para trás - o pai, poeta frustrado, autor de livros infantis sobre um ursinho metalúrgico, a mãe hesitante, o avô decadente e todo um ambiente afetivo que se arma e desarma na cadência frenética desta prosa... + no Submarino

4 - Fim, de Fernanda Torres: Cinco amigos cariocas. Cinco homens que estão à beira da morte e rememoram as passagens marcantes de suas vidas: festas, casamentos, separações, manias, inibições, arrependimentos... + no Submarino

5 - Nossos Ossos, de Marcelino Freire: Meu nome é Heleno. Sou dramaturgo, protagonista deste prosa longa, primeiro romance de Marcelino Freire, e tenho um corpo morto de um michê para entregar ao seu pai e à sua mãe, mas não sei quem são e nem onde estão. Tudo porque nada escapa ao teatro... + no Skoob

6 - Opisanie Swiata, de Veronica Stigger: A história central do livro é a de Opalka, um polonês de cerca de sessenta anos que, em sua terra natal, recebe uma carta por meio da qual descobre que tem um filho no Brasil, mais especificamente, na Amazônia, internado num hospital em estado grave... + no Submarino

7 - O Drible, de Sérgio Rodrigues: Desenganado pelos médicos, um cronista esportivo de oitenta anos, testemunha dos anos dourados do futebol brasileiro, tenta se reaproximar do filho com quem brigou há um quarto de século. Toda semana, em pescarias dominicais, Murilo Filho preenche com saborosas histórias dos craques do passado o abismo que o separa de Neto... + no Submarino

8 - O Evangelho Segundo Hitler, de Marcos Peres: Este é um romance notável de um leitor obcecado por Jorge Luis Borges a ponto de imputar-lhe uma infâmia que nem o próprio teria inventado: a de ter engendrado, com sua imaginação infernal, o fermento profético que possibilitou Adolf Hitler e o nazismo. O evangelho segundo Hitler faz aquilo que o borgiano Pierre Ménard fez com o Quixote de Cervantes: reescreve produzindo diferença... + no Submarino

9 - O Frio Aqui Fora, de Flavio Cafieiro: Um homem perde a promoção de cargo na empresa em que trabalha há treze anos. Ao mesmo tempo, é abandonado pela namorada. Tudo se desestabiliza e o mundo, agora, está diferente: os mecanismos de sobrevivência se tornam evidentes, as relações se revelam instáveis, as certezas amolecem. Até mesmo as palavras perdem os sentidos cotidianos... + no Submarino

10 - Reprodução, de Bernardo Carvalho: Um homem, referido como "o estudante de chinês", se envolve num estranho imbróglio quando se preparava para embarcar para China no mesmo voo de uma de suas antigas professoras desse idioma. Detido por um delegado da Polícia Federal, desanda a desfiar toda uma série de preconceitos tenebrosos - contra negros, árabes, judeus, gays, pobres, gordos -, prejudicando-se ainda mais aos olhos da lei... + no Submarino

10 Melhores romances brasileiros do ano 10 Melhores romances brasileiros do ano Reviewed by Douglas Eralldo on sexta-feira, setembro 26, 2014 Rating: 5

Um comentário

  1. De todos os livros mencionados só li Opisanie Swiata, de Veronica Stigger. A edição é notavelmente bonita. A prosa de Veronica achei nada menos do que perfeita. Algumas personagens são muito, muito estranhas... Depois de ler o livro ficou uma impressão de estranheza e também a convicção de que, para apreciá-lo plenamente, eu precisaria de mais cultura literária.

    ResponderExcluir