10 Considerações sobre O Inocente, de Harlan Coben, ou por que o passado sempre volta...

O Blog Listas Literárias leu O Inocente, de Harlan Coben da Editora Arqueiro, e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 – O Inocente, de Harlan Coben é um thriller policial com os melhores requisitos do gênero, em uma obra com muita ação, reviravoltas e surpresas que prendem seu leitor até o final do livro;

2 – Outra coisa interessante é que a forma dinâmica e fluente da narrativa de Harlan Coben faz com que o leitor tenha dificuldade em desgrudar da leitura até terminar o romance;

3 – Protagonizado por Matt e Olivia Hunter O Inocente em sua trama contem aspectos interessantes para reflexão do leitor, desde as escolhas que se precisa fazer e aos caminhos que elas levam, bem como o de que em certos momentos apenas estamos no lugar errado e no momento errado. E isto pode trazer muitas perdas;

4 – Outro ponto é o contraste entre o idealismo, e a realidade, no livro representado pelo drama de Matt, que mesmo se envolvendo em um acidente, isto não foi o suficiente para provar sua inocência. Além disso, os preconceitos que ele encontra mesmo depois de ter cumprido sua pena para com a sociedade, revelam que a distância entre o que seria ideal, e as coisas como são é bem distante;

5 – Ainda sobre o ritmo do livro, é uma obra eletrizante com os momentos de ação e suspense bem equilibrados, e contendo todos os elementos necessários para compor um thriller;

6 – O Inocente ainda acaba nos mostrando que ás vezes por mais que se tente esconder o passado, ou apenas tentar fingir que ele não está lá, ele se mostra sempre muito teimosos, como se fosse um polvo cujos tentáculos sempre estão querendo levar-nos de volta no tempo para que revivamos nossos monstros;

7 – Além dos personagens Matt e Olivia conduzirem bem a trama, elas se completa com outros bons personagens como a investigadora Loren Muse, obstinada e muito competente e a sensual detetive particular Cingle;

8 – Além disso, O Inocente é um ótimo mergulho no mundo das striper’s americanas, em seu pior aspecto;

9 – O Inocente também acaba falando sobre confiança, e principalmente em quem confiar quando as coisas parecem irremediavelmente adversas e contraditórias. Mesmo censurado, ex-prisioneiro, entre outros problemas, em momentos cruciais Matt Hunter sempre acaba confiando;

10 - Enfim, O Inocente, de Harlan Coben é um thriller que não te decepciona, com ótimos personagens, com ação e suspense do seu princípio ao fim. Recomendo;









10 Considerações sobre O Inocente, de Harlan Coben, ou por que o passado sempre volta... 10 Considerações sobre O Inocente, de Harlan Coben, ou por que o passado sempre volta... Reviewed by Douglas Eralldo on sexta-feira, janeiro 10, 2014 Rating: 5

Um comentário

  1. Só li três livros do Harlan Coben até hoje, mas foi suficiente para perceber uma coisa interessante: embora cada um tenha um protagonista diferente (exceto as séries de Myron e Mickey Bolitar) parece que todos se passam no mesmo "universo", pois diversos personagens secundários se repetem neles. Como a investigadora Loren Muse, a advogada Hester Crimstein, o promotor Paul Copeland, entre outros. Enfim, pretendo ler esse também.

    ResponderExcluir